Meia do Timão analisa clássico na Copa do Brasil

Meia do Timão analisa clássico na Copa do Brasil

Por Meu Timão

Renato Augusto falou sobre o clássico contra o Santos

Renato Augusto falou sobre o clássico contra o Santos

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

No próximo dia 19, o Corinthians estreia na Copa do Brasil, contra o Santos, pelas oitavas de final do campeonato. A partida de ida respeitará o mando de campo do time da Baixada, mas a decisão, no dia 26, será na Arena Corinthians. Depois do zagueiro Gil, foi a vez do meio-campista Renato Augusto analisar o clássico.

"É ruim pegar um clássico, é sempre mais chato e sabemos que é diferente. Mas se você pega, por exemplo, um jogo contra o Paysandu, que tem uma viagem longa de geralmente um dia para ir e um dia para voltar, tem problema de vôo. Então, pegando um jogo aqui, você já está em casa, concentra em casa, o deslocamento é mínimo. Tem um lado positivo e um negativo", afirmou o jogador, em participação ao programa "Cartão Verde", da TV Cultura.

"Nosso fator principal hoje está sendo jogar em casa, temos um retrospecto muito bom em casa. A torcida está apoiando de uma certa forma que faz muita diferença", completou.

Como apenas dois jogos definirão quem passará para as quartas de final do torneio, o peso sobre os jogadores aumenta. "Mata-mata é bem diferente, você sabe que é o jogo da vida ali, acabou acabou", analisou Renato Augusto.

Por ter disputado a Libertadores neste ano, o Timão só inicia a disputa da Copa do Brasil nessa fase. Ainda assim, a disputa será simultânea com o Campeonato Brasileiro. Assim, alguns times optam por priorizar somente uma das competições, porém, para o meia, o clube do Parque São Jorge tem condições de manter o foco em ambas.

"Pelo nosso lado físico, que é muito bom, eu acho que dá para brigar nas duas. É uma coisa que o Tite vem cobrando também, em ter um banco mais forte, chegar uma ou duas peças, para poder ter esse revezamento, que tivemos no início do ano, e poder chegar nos dois. Abrir mão de um campeonato por outro é muito difícil", afirmou. "Para quem está no Corinthians, a cobrança é diária", concluiu.

Veja Mais:

  • Com bandeirões e muita festa, Fiel incentivou Timão no último treino aberto

    Corinthians abre à torcida último treino antes do jogo da taça

    ver detalhes
  • Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    ver detalhes
  • Jô e Jadson voltaram a treinar no campo nesta quinta-feira

    Treino do Corinthians tem retornos, academia lotada e possível trote de despedida

    ver detalhes
  • Corinthians relembrou os dois títulos conquistados em 2017

    Nas redes sociais, Corinthians relembra dois títulos no ano e provoca antis

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes