Com dores no quadril, Renato Augusto vira dúvida para o Majestoso

Com dores no quadril, Renato Augusto vira dúvida para o Majestoso

Por Meu Timão

Renato Augusto pode ser problema no Timão

Renato Augusto pode ser problema no Timão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O meio-campista Renato Augusto tornou-se dúvida para o clássico deste domingo, contra o São Paulo. Após relatar fortes dores no quadril na noite desta terça-feira, o jogador não participou dos treinamentos dessa manhã no CT Dr. Joaquim Grava e foi encaminhado ao Hospital São Luiz, onde passará por exames.

Nesta terça-feira, no treino realizado também às 9h30, Renato Augusto participou das atividades normalmente. À noite, foi o convidado do programa "Cartão Verde", da TV Cultura, não relatou nada incomum, e somente nesta manhã que o médico Joaquim Grava foi informado.

Destaque no meio de campo do Corinthians nessa temporada, o jogador não sofria com lesões graves há aproximadamente dois anos e, para isso, mantém um acompanhamento diferenciado por parte do departamento médico e físico do clube, assistido principalmente pelo fisioterapeuta Bruno Mazziotti.

Durante o treinamento desta manhã, para ocupar sua posição, o técnico Tite optou por Danilo. Por enquanto, o clube aguarda pelos resultados dos exames para saber se há lesão e a consequente gravidade do problema do atleta, definindo se ele entrará, ou não, em campo pelo Majestoso.

Veja Mais:

  • Dupla Jô-Rodriguinho já não se mostra mais tão efetiva quanto em outros tempos

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Clayson falou com a imprensa brevemente: 'Não foi nada demais'

    Atacante do Corinthians é conduzido por policiais a prestar esclarecimentos no Rio

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille perdeu do Botafogo na noite dessa quarta-feira

    Torcida 'perdoa' cinco jogadores e dá pior nota a Carille após derrota do Corinthians no Rio

    ver detalhes
  • Acorda, presidente!

    [Walter Falceta] Acorda, presidente!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes