Adversários nessa quarta, Cássio e Danilo já viveram momento decisivo no Timão

Adversários nessa quarta, Cássio e Danilo já viveram momento decisivo no Timão

Por Meu Timão

Mauri Lima optou por Cássio ao invés de Danilo Fernandes, em 2012

Mauri Lima optou por Cássio ao invés de Danilo Fernandes, em 2012

Foto: Daniel Augusto Jr.

A falha de Julio César na eliminação para a Ponte Preta no Campeonato Paulista de 2012, abriu caminho para dois goleiros tentarem brilhar no gol do Corinthians: Cássio e Danilo Fernandes. Por decisão de Tite e do preparador de goleiros Mauri Lima, o primeiro foi escolhido para ser titular e acabou se tornando herói nas conquistas da Libertadores e do Mundial. A história, porém, poderia ter sido diferente caso Danilo tivesse sido o escolhido. Agora, os arqueiros se enfrentam nesta quarta-feira, no confronto entre Corinthians e Sport.

Autor de defesas fantásticas, o goleiro do time pernambucano tem sido apontado como um dos melhores da posição no Campeonato Brasileiro. Em 2012, era dele a vez para substituir Julio César, como revelou Mauri Lima.

"Foi difícil, principalmente para mim. Na segunda-feira após a Ponte, o Tite me perguntou o que faríamos. Tinha cobrança em cima do Julio, da diretoria, torcida, imprensa... Era a vez do Danilo, a gente sabia disso. Ele estava treinando muito bem, voando, mas a minha escolha foi pelo Cássio, que estava treinando muito bem, estava com a cabeça boa, sem pressão... Conversamos com os dois goleiros e depois nos reunimos. O Tite pediu para pensar e foi para casa. No outro dia, me chamou e disse que seria o Cássio mesmo. Talvez não tenha sido a escolha mais correta, por ser a vez do Danilo, mas graças a Deus tivemos discernimento para fazer a escolha da melhor forma possível", disse o preparador de goleiros em entrevista ao Lance!.

Cássio, por outro lado, já não tem o mesmo prestígio de antes. Além de acumular falhas, o arqueiro também precisa conviver com a sombra do reserva Walter, que sempre que precisou entrar, foi extremamente elogiado. Pesa ainda contra o titular, as constantes lesões que o assombram.

Segundo Mauri Lima, poder ver os dois no confronto desta quarta-feira, às 22h, na Arena, será especial. Para ele, Cássio e Danilo Fernandes estão no patamar de grandes goleiros.

"Fico muito feliz pelos dois. Cássio por ter conseguido tudo que conseguiu no Corinthians, a consagração depois de chegar desconhecido. Com o Danilo trabalhei sete anos e ele teve grande crescimento, melhorou em todos os quesitos... A fase dele hoje não é surpresa. Ele sempre mostrou empenho e profissionalismo. Os dois estão no patamar de grandes goleiros", analisou o preparador.

Desde 2012 no Corinthians, Cássio acumula 185 jogos, com 135 gols sofridos, média de 0,72 por partida. Danilo Fernandes, por sua vez, treinava no profissional do Corinthians desde 2009, após subir da base. Teve sua primeira oportunidade, no entanto, somente em 2011. De lá até 2014, foram 27 jogos com a camisa corinthiana e 24 gols sofridos, média de 0,88 por jogo.

Veja Mais:

  • Membro da comissão de Carille se envolveu em confusão com técnico rival

    Briga no túnel do vestiário marca fim de jogo na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Maycon, de falta, marcou para o Corinthians contra o Red Bull Brasil

    Corinthians marca de falta, mas toma gol no finalzinho e fica no empate com Red Bull

    ver detalhes
  • Paulinho fez dois gols pela Seleção Brasileira contra o Uruguai

    Ex-Corinthians, Paulinho faz três, quebra recorde e comanda show da Seleção de Tite no Uruguai

    ver detalhes
  • Transmissão confunde volantes do Corinthians

    TV repete lambança de árbitro e confunde Maycon e Gabriel em lance de gol do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes