Tite valoriza paciência do grupo com Vagner Love

Tite valoriza paciência do grupo com Vagner Love

Por Meu Timão

Vagner Love foi abraçado por todos os companheiros em comemoração

Vagner Love foi abraçado por todos os companheiros em comemoração

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos destaques do Corinthians em campo na vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro, Vagner Love foi elogiado pelos companheiros Elias, Renato Augusto e Fagner. Em coletiva de imprensa após a conquista, o técnico Tite, apesar de creditar o resultado ao grupo, também elogiou o jogador. O atacante foi muito aplaudido pela torcida nos dois gols marcados e quando saiu para a entrada de Danilo.

"Para mim, que entendo o futebol como uma engrenagem coletiva e como um grupo de trabalho, o contexto todo que foi importante", afirmou o técnico Alvinegro.

"Todos nós somos seres humanos, sentimos elogio, aplauso, incentivo. A mobilização do grupo, eu digo para eles o seguinte quando alguém erra: 'Vocês peguem a bola e devolvam para ele, transmitam confiança ao atleta. Alguns momentos vai aparecer o Love, Renato, Cássio, porém todos tem que estar preparados para essa situação. Que legal que o grupo abraçou por uma causa e o torcedor que ajudou nesse desempenho", acrescentou.

Em uma das comemorações, depois de ser abraçado por todo o grupo, foi a vez de Tite parabenizar Love. "Eu disse que ele merecia tudo aquilo que o torcedor estava passando de carinho para ele, e ele conquistou porque ele sempre esteve no trabalho. Tem 'N' formas que vocês (jornalistas) tem de conseguir a fonte, tem fonte adoidado, e ele nao procurou falar para fontes, ele procurou trabalhar. É inevitável. Vai ser assim com Romero, com Mendoza", revelou o treinador.

Antes disso, o atacante não marcava há nove partidas e, antes de ser substituído, eram cinco. Sobre o período que passou no banco de reservas, Tite afirmou não se preocupar com o possível "esquecimento" do jogador.

"Não me preocupo, sabe por que? Eu tenho muito pepino para descascar e muitos aspectos para focar. E o trabalho dos atletas que iniciam, é a estratégia contra o adversário. É inevitável um ou outro entrar e ser decisivo. Temos que respeitar todas as mobilizações e comentários de cada um", finalizou.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes