Treinador explica saída de Marciel no intervalo e exalta Vagner Love

Treinador explica saída de Marciel no intervalo e exalta Vagner Love

Por Meu Timão

Após o apito final do clássico, Tite falou sobre a saída de Marciel para entrada de Cristian, ainda no intervalo

Após o apito final do clássico, Tite falou sobre a saída de Marciel para entrada de Cristian, ainda no intervalo

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Apesar de estar atrás do placar por três vezes, o Corinthians conseguiu um suado empate no clássico contra o Palmeiras, neste domingo à tarde, no Allianz Parque. Titular na vitória sobre o Fluminense, na quarta-feira, Marciel foi mantido na equipe titular, mas acabou sendo substituído no intervalo do clássico. Em entrevista coletiva, o técnico Tite explicou a alteração.

“Teve a necessidade hoje porque precisávamos de um jogador que tivesse essa dinâmica do Cristian. Ali era um setor onde o Alecsandro flutuava, o Dudu flutuava e tinha a possibilidade de fechar. O Palmeiras estava melhor no segundo tempo, conseguimos retomar. O Renato saiu na cara do gol... Um grande jogo, com grandes alternativas para as duas equipes”, analisou o comandante à ESPN Brasil.

Outro lance explanado pelo treinador do Corinthians foi o gol de Vagner Love, que garantiu um ponto importante ao Alvinegro fora de casa – aos 33 minutos do segundo tempo, Felipe subiu para cabecear a bola e acabou acertando o camisa 99, que contou com a sorte para marcar o terceiro tento do Timão no Dérbi. Antes criticado, o treinador exaltou o profissionalismo de seu centroavante.

“Quem acreditou no Vagner Love foi o Vagner Love e sua família antes. Não foi só o técnico, foram todas as pessoas, mas primeiro ele. Eu sei das pressões que sofremos em casa, da mídia... Ele ficou quieto e trabalhou. É impressionante, antes ele deixou o Cristian na cara do gol. E uma coisa que esse grupo tem se mostrado: ele não é vaidoso, se for o Arana, faz... É isso que me fascina”, enalteceu o comandante, que também exaltou outro jogador do setor ofensivo.

“O Rildo entrou muito bem, ele teve sequência de quatro faltas seguidas, quatro de contra-ataque. E essas quatro situações eram passíveis de cartão. Não sei se as quatro foram do Lucas, mas passíveis de cartão. Vamos sofrer com isso agora, se fossemos nós que sofrêssemos o cartão...”, completou.

Veja Mais:

  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fevereiro de 2015 e segue até 2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Corinthians

    ver detalhes
  • Votação do impeachment no Parque São Jorge

    Confira em tempo real a votação do impeachment de Roberto de Andrade

    ver detalhes
  • Rodriguinho deve ser uma das opções para o Corinthians no BR-17

    Corinthians tem Chape e clássicos logo no começo; veja a tabela completa do BR-17

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

    Linha do tempo e opiniões de conselheiros: tudo sobre o tema impeachment no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes