Renato Augusto relembra aprendizado na Alemanha e fala sobre Seleção

Renato Augusto relembra aprendizado na Alemanha e fala sobre Seleção

Por Meu Timão

Titular incontestável do Timão, Renato Augusto convive com a expectativa de voltar à Seleção Brasileira

Titular incontestável do Timão, Renato Augusto convive com a expectativa de voltar à Seleção Brasileira

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Destaque do meio-campo líder do Brasileirão, o meia Renato Augusto atravessa uma grande fase no Corinthians. Mas o camisa 8 atribui o bom futebol à “bagagem” obtida no futebol alemão, sobretudo no Bayer Leverkusen, entre 2008 e 2012. Segundo o atleta, foi lá que ele aprendeu a desempenhar várias funções dentro de campo.

“O jogador moderno tem que fazer duas ou três mais funções. Se não, você vai estar atrás. Eu usei a Alemanha pra isso, aprendi a jogar como volante, aprendi a jogar aberto. Cheguei a fazer primeiro volante, na época eu fiquei chateado, falei: ‘Pô, esse cara está querendo me matar’. Mas hoje eu falo: ‘Pô, ele me ajudou’”, reconheceu Renato Augusto, durante participação no programa “Bem, Amigos!”, do canal SporTV.

Homem de confiança do técnico Tite, o meia convive com a expectativa de estar entre os convocados de Dunga para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Rússia – a lista de atletas que defenderam a Seleção Brasileira na competição será divulgada nesta quinta-feira, a partir das 11 horas, na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

“Hoje, eu me vejo perto. Não sei se mereço ou se vou (ser convocado), até porque não Seleção Brasileira, principalmente do meio para frente, tem um leque muito grande de opções. Acho que tenho que estar preparado para, quando surgir a oportunidade, conseguir agarrar”, declarou o corinthiano.

“Estive com o Mano Menezes (técnico da seleção de 2010 até 2012) três vezes e depois não fui mais convocado. Então, a minha cabeça está em voltar a ser convocado e ficar. Vivo momento bom e, se chegar a hora de ser convocado, vou estar pronto. Se o Dunga achar que não é a hora, vou continuar trabalhando e vou ter outra oportunidade”, acrescentou o atleta.

Questionado sobre o passado repleto de contusões, além do apelido de “homem de vidro”, Renato Augusto fez um agradecimento especial. “Eu acho que primeiro tenho que agradecer muito ao Corinthians, todos os fisioterapeutas. Muitas vezes eu chego bem antes e saio depois que todo mundo. Hoje eu conheço meu corpo”, finalizou.

Veja Mais:

  • Em jogo disputado, Corinthians encarou o Mirassol e venceu por 3 a 2

    Corinthians vence Mirassol em jogaço de cinco gols

    ver detalhes
  • Love marcou 14 gols no Brasileirão 2015, abaixo apenas de Ricardo Oliveira, artilheiro

    Na Turquia, ex-Corinthians supera Eto'o e briga pela artilharia do campeonato

    ver detalhes
  • Zoeiro! Marciel zera internet ao comentar lance de gol do Mirassol

    Zoeira sem limites! Marciel zera internet ao comentar lance de gol do Mirassol

    ver detalhes
  • Maycon teve desempenho elogiado em Mirassol; Dupla de zaga não deixou a desejar

    Dupla da base brilha e empata na disputa de melhor jogador contra Mirassol; Bastos decepciona

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes