Campeão de 90, ex-goleiro Ronaldo é só elogios ao Timão de 2015

Campeão de 90, ex-goleiro Ronaldo é só elogios ao Timão de 2015

Por Meu Timão

5.6 mil visualizações 52 comentários Comunicar erro

Terceiro jogador com mais partidas pelo Timão, Ronaldo Giovanelli (à direita) elogiou o técnico Tite

Terceiro jogador com mais partidas pelo Timão, Ronaldo Giovanelli (à direita) elogiou o técnico Tite

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Ídolo do Corinthians, Ronaldo Giovanelli analisou a atual campanha da equipe comandada pelo técnico Tite. Hoje comentarista de futebol, o ex-goleiro elogiou o trabalho desempenhado pelo comandante do Timão, que sofreu com a saída de jogadores renomados, mas manteve o padrão de jogo e está prestes a ser bicampeão brasileiro.

“Não teve choro, não teve reclamações. O treinador, quando perdeu as peças, procurou trabalhar, não jogou a culpa em cima de ninguém”, afirmou Ronaldo Giovanelli, durante participação no programa Os Donos da Bola, da Rede Bandeirantes.

Tido como um dos maiores goleiros da história do Corinthians, Ronaldo participou do título brasileiro de 1990, o primeiro do clube. De 1988 a 1998, defendeu a meta alvinegra por 602 partidas e ainda foi tricampeão paulista e campeão da Copa do Brasil. Por isso, ele sabe que Tite foi fundamental para a boa temporada do Timão.

“Procurou, nas ausências, fazer um trabalho diferenciado com os jogadores que estavam na reserva, não abandonou ninguém. Até o Mendoza que saiu não pode reclamar que não teve oportunidades”, acrescentou, sobre a saída do atacante colombiano para o futebol da Índia, no meio do ano.

“O trabalho do Tite envolveu o grupo todo, vindo lá da rouparia até a portaria, um trabalho de um cara que sabe lidar com as pessoas. O Marcelinho foi muito bem, o Tite é um gestor de pessoas, ele sabe lidar, conversar, posicionar sem ter aquele ar de arrogância ou de chefe ‘mandão’, mas de um cara que orientou”, declarou.

Após vencer o Coritiba por 2 a 1, o Corinthians torceu por um tropeço do Atlético-MG ante o Figueirense. No entanto, aos 45 min do segundo tempo, a equipe mineira abriu o placar e adiou a festa corinthiana. “Então o Corinthians está chegando pra colocar a mão nesse título dessa forma, cabeça erguida, com muito trabalho e com muito suor”, completou.

Veja Mais:

  • Timão levou gol bizarro em Campinas e só empatou com Red Bull

    Defesa bate cabeça, e Corinthians tropeça diante do Red Bull em noite de gols contra

    ver detalhes
  • Renê Júnior (à dir.) fez sua estreia como titular e deixou boa impressão

    'Salva' de tropeço, dupla corinthiana empata na escolha do craque da partida

    ver detalhes
  • Atuação de Romão em derrota para Ponte Preta preocupou comissão técnica

    Após contratar Juninho, Corinthians busca novo lateral-esquerdo no mercado; Carille explica

    ver detalhes
  • Autora da obra, Katia Bagnarelli é viúva do eterno Doutor

    História de Sócrates é celebrada em lançamento de autobiografia nesta segunda-feira

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes