De roupeiro à campeão brasileiro, Uendel fala sobre como superou desconfiança

De roupeiro à campeão brasileiro, Uendel fala sobre como superou desconfiança

Por Meu Timão

Uendel comemorou o hexacampeonato brasileiro com o Timão

Uendel comemorou o hexacampeonato brasileiro com o Timão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Em 2014, quando chegou ao Corinthians, ele ocupava seu lugar no banco de reservas. Com a saída de Fábio Santos, em junho deste ano, assumiu a vaga titular e, com ela, todas as responsabilidades de vestir uma camisa do Timão. Agora campeão brasileiro, Uendel se lembra da trajetória até chegar ao topo e fala sobre como superou a desconfiança da torcida no início.

"Eu era roupeiro do Criciúma. A caminhada foi longa para chegar aqui, é uma coisa incrível e hoje a gente viveu esse momento. Lembrando dessa trajetória a gente se emocionou bastante Meus pais estão lá em cima e será inesquecível", disse o lateral-esquerdo, após a vitória por 6 a 1 diante do São Paulo, neste domingo.

Já no Corinthians, a trajetória vitoriosa também não veio facil. Em 2015, além das eliminações do Campeonato Paulista e da Libertadores, o Timão perdeu peças essenciais no time, como Paolo Guerrero, Emerson Sheik, Petros e o próprio Fábio Santos - dono da vaga herdada por Uendel.

Por isso, o jogador resumiu o que era aquele período no clube. "Muita desconfiança, a saída de grandes jogadores desde o começo do campeonato. Falaram que o Corinthians ia brigar para não cair, mas a gente foi trabalhando. Ficamos muito felizes de poder dar esse titulo à torcida corinthiana. Muitos jogadores passaram pelo Corinthians, jogaram muito mais que nós e não conseguiram, Wladimir, Sócrates... É incrível estar aqui na Arena Corinthians e ser campeão", declarou.

"A gente aproveitou esse campeonato para mostrar nosso valor. O Tite tem muita porcentagem nisso, montou uma equipe incrível. Hoje, vários jogadores que não estavam jogando fizeram um placar que vai ficar para a história. Então estão todos de parabéns", completou, enaltecendo o trabalho do técnico alvinegro e comemorando a vitória diante do rival do Morumbi, por 6 a 1.

Apesar de ter assumido a titularidade na lateral-esquerda do Corinthians, Uendel acabou se machucando em setembro. O jogador ficou quase três meses em recuperação, quando foi substituído por Guilherme Arana, de 18 anos, promovido da base corinthiana.

"Em São Januário, a gente se abraçou e eu disse pra ele: 'Cara, a gente substituiu um cara que foi ídolo no Corinthians, o Fábio Santos'. Ele me agradeceu pelos conselhos, é um menino que está começando e a gente projeta um futuro muito bom pra ele, quem sabe até Seleção. A disputa será sadia e os dois estão de parabéns pelo campeonato que a gente fez", contou o lateral.

Com 80 pontos acumulados na liderança do Campeonato Brasileiro, o Corinthians já recebeu a taça do hexa, mas ainda tem duas partidas a serem disputadas - contra Sport e Avaí. A última, acontece na Arena e será marcada pela festa oficial do título. Nela, deverão estar presentes Uendel e todos os jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes