Rodriguinho se diz preparado para ser titular e revela objetivo na carreira

Rodriguinho se diz preparado para ser titular e revela objetivo na carreira

Por Meu Timão

Com a saída de Jadson para o futebol chinês, Rodriguinho deve ganhar mais oportunidades entre os titulares

Com a saída de Jadson para o futebol chinês, Rodriguinho deve ganhar mais oportunidades entre os titulares

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

A temporada de 2016 promete ser especial para Rodriguinho. Se antes o meia era apenas mais uma opção para o técnico Tite, agora, o camisa 26 terá de mostrar serviço para, quem sabe, ganhar a titularidade. De férias em Natal-RN, ele fez uma breve reflexão sobre o ano vigente e rendeu elogios ao treinador do Timão.

“No Corinthians, o grupo é muito unido e o Tite soube trabalhar essa parte com os jogadores, fechar o elenco e ver que todo mundo é importante para o clube e que seria importante em algum momento. Foi o que aconteceu, em cada jogo tínhamos um destaque e isso colaborou para que tivéssemos uma convivência muito boa”, afirmou Rodriguinho em entrevista ao portal GloboEsporte.com.

Rodriguinho despertou o interesse da diretoria corinthiana após se destacar pelo América-MG em 2013. Ainda promissor, ele não rendeu o esperado e acabou no banco de reservas com Tite e Mano Menezes. Em 2014, acabou emprestado ao Grêmio e ao Al Sharjah, dos Emirados Árabes, onde permaneceu até junho deste ano.

“Eu estive no grupo e fui campeão brasileiro, mas o que todo jogador quer é ser titular. Temos que lembrar que eu estou jogando em um time que não é fácil de jogar. Na posição que eu jogo, só tem jogador de Seleção Brasileira. Tem o Jadson, que foi o artilheiro da equipe, e o Renato Augusto, que foi eleito o melhor jogador do Brasileirão”, prosseguiu.

Desde que retornou ao clube paulista, Rodriguinho disputou 13 partidas, marcando três gols. Um deles, muito comemorado - no dia 04 de outubro, o meia saiu do banco de reservas para marcar o segundo do Timão no empate com a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. A partir dali, se tornou uma das peças mais usadas na “engrenagem” de Tite.

“Então, não é fácil jogar lá, mas esse final de ano foi muito positivo pelo fato de ter demonstrado que eu tenho condições de estar no elenco, de poder brigar por uma posição. Agora é esperar a oportunidade de ter uma regularidade maior e, quem sabe, conseguir uma titularidade, que é o que todo jogador almeja.”

Atual campeão brasileiro, ele vê o Corinthians como principal candidato aos títulos do Paulistão e da Copa Libertadores da América. “Mas temos que esperar como vão ficar as situações de alguns jogadores, que vão sair e que vão chegar. Nós temos um elenco muito bom, e tenho certeza que vai ficar ainda mais reforçado, pelo treinador que a gente tem”, explicou o meia, que ainda revelou seu maior objetivo da carreira.

“O sonho de todos é chegar à Seleção Brasileira. É um sonho já conquistado por algumas pessoas, sei que para mim ainda está distante, mesmo estando em um grande clube. Preciso jogar mais, me firmar em uma, duas ou três temporadas para que possa ter uma chance. Mas, não custa nada sonhar e seguir trabalhando que eu posso chegar lá.”

Veja Mais:

  • Cássio foi mais uma vez chamado por Tite

    Cássio é convocado por Tite e desfalca Corinthians em até três jogos no Brasileirão

    ver detalhes
  • Pablo segue com a situação indefinida para 2018

    Bordeaux endurece com agente de Pablo e avisa: para outro clube o valor é dobrado

    ver detalhes
  • Carille viu seu time tropeçar de novo no segundo turno do Campeonato Brasileiro

    Chances de título do Corinthians seguem caindo; matemáticos colocam arquirrival de vez na briga

    ver detalhes
  • Corinthians/Audax atropelou Cerro Porteño em solo paraguaio

    Mulherada do Corinthians/Audax goleia donas da casa e se classifica para final da Libertadores

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes