Andrés se irrita com negativa de Pato para China

Andrés se irrita com negativa de Pato para China

Por Meu Timão

Durante participação em um programa esportivo, Andrés Sanchez repassou os valores da Arena...

Durante participação em um programa esportivo, Andrés Sanchez repassou os valores da Arena...

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Prestes a se reapresentar ao Corinthians, o atacante Alexandre Pato voltou a ser alvo de Andrés Sanchez, ex-presidente do clube alvinegro e atual superintendente de futebol. O jogador, que sempre deixou claro o interesse de atuar no futebol inglês, foi criticado por não aceitar a proposta milionária do Tianjin Songjiang, da China.

“O grupo recebe todo mundo bem, o grupo é formidável. O problema é que ele não pode enrolar um ano para sair de graça. Se tiver proposta, tem de aceitar. Com a torcida, não tem problema. Ele vai se apresentar e jogar. O que não pode é ter proposta boa para o clube, e ele não aceitar”, afirmou o cartola em entrevista à Rádio Globo.

A oferta pelo atacante do Corinthians seria em torno de R$ 40 milhões, dos quais 60% entrariam nos cofres alvinegros. Além disso, o jogador receberia aproximadamente R$ 2,4 milhões ao mês, incluindo luvas. Em dezembro, o mesmo clube chinês pagou o valor da multa rescisória de Jadson para tirá-lo do Timão.

Irritado com a postura de Pato, Sanchez foi irônico e avisou que a reintegração do atleta ao elenco corinthiano será complicada. “Ah, mas ele vai sofrer. Não sei se a torcida não engole Pato, Ganso... o que eu sei é que o cara não pode fazer isso”, prosseguiu o dirigente, que lamentou o insucesso no acordo.

“Estamos de mãos atadas. Queremos vender. Se ele não quiser ser vendido, não vai ser. Se eu quiser vender por R$ 1, mas ele não acertar com o clube, não pode ser vendido.” O planejamento do Corinthians é vender o atacante nesta janela de transferências para recuperar parte dos R$ 40 milhões investidos no início de 2013.

Destaque do São Paulo na última temporada, Pato tem vínculo com o time do Parque São Jorge até dezembro de 2016. Entretanto, a partir de agosto, ele já pode acertar um pré-contrato com qualquer outro clube. Dessa forma, o Timão não embolsaria nenhuma quantia por sua transferência.

Veja Mais:

  • Recuperado de lesão, Balbuena volta a compor zaga com Pablo; dupla terá de parar melhor ataque do Paulista

    Defesa x ataque: Corinthians e São Paulo buscam vitória e equilíbrio em clássico no Morumbi

    ver detalhes
  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes