Em meio a desmanche, meia do Corinthians prevê manutenção do esquema tático, mas avisa: 'Não será fácil'

Em meio a desmanche, meia do Corinthians prevê manutenção do esquema tático, mas avisa: 'Não será fácil'

Por Meu Timão

Rodriguinho foi reserva imediato de Elias na temporada passada

Rodriguinho foi reserva imediato de Elias na temporada passada

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians terá de se reformular para o início das competições de 2016. Com a saída de ao menos cinco jogadores titulares do hexacampeonato brasileiro de 2015, Tite terá de promover mudanças em sua equipe. Taticamente, contudo, não deverá haver grandes mudanças. De acordo com o meia Rodriguinho, a intenção do Timão é seguir atuando no esquema 4-1-4-1.

"Taticamente, não mudou nada na equipe, vamos jogar do jeito que estamos acostumados. Vamos tentar manter o padrão", declarou o jogador nesta terça-feira, em entrevista concedida no CT Joaquim Grava.

"O futebol muda muito seus jogadores. Em minha primeira passagem, a maioria dos campeões mundiais estava aqui, agora não tem quase ninguém. Isso é normal", completou.

Vale lembrar que já deixaram o Corinthians Cássio, Ralf, Jadson, Renato Augusto e Vagner Love. Gil está na iminência de também acertar sua transferência para o futebol chinês.

Em meio à reformulação que o elenco passa, jogadores como Rodriguinho devem ganhar mais oportunidades na atual temporada. O meia, que atuou como reserva imediato de Elias na temporada passada, mostrou estar ciente de sua responsabilidade e pediu agilidade na preparação da equipe para o início do Paulistão e da Libertadores.

"Claro que seria interessante manter todo o elenco. Não vai ser fácil, perdemos jogadores importantes para nós, mas quem está aqui se preparou para fazer um bom trabalho e suprir essas ausências", disse.

"Apesar de os jogadores já estarem aqui há algum tempo, tem de se adaptar rapidamente porque o campeonato já começa no fim de janeiro. A Libertadores também está próxima. Tem de entrar logo no ritmo. Se os resultados vierem, todos vão falar que a equipe já está montada. Se não vierem, será um problema", completou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes