Tite admite Guilherme 'um pouquinho abaixo' e projeta duelo com Santa Fe

Tite admite Guilherme 'um pouquinho abaixo' e projeta duelo com Santa Fe

Por Meu Timão

Para Tite, atuação apagada de Guilherme é justificada devido ao condicionamento físico

Para Tite, atuação apagada de Guilherme é justificada devido ao condicionamento físico

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Ainda em reconstrução, o Corinthians conquistou neste sábado, diante do Oeste, sua quinta vitória pelo Campeonato Paulista. Aos 46 minutos do segundo tempo, Rodriguinho aproveitou a sobra na área e bateu colocado no canto direito do goleiro Fábio, rendendo ao Timão mais três pontos na liderança do grupo A. Em entrevista coletiva, Tite ressaltou a qualidade técnica e física das equipes do interior de São Paulo.

“Elas começam a trabalhar um mês antes. Se tu pega equipes que não estão entrosadas ainda, fica mais difícil construir e traduzir em gols. Se ele (Paulistão) é parâmetro ou não, é muito amplo, não sei te responder. O que posso te dizer é, senão pra Libertadores, o Campeonato Paulista te exige”, afirmou o comandante corinthiano.

Um dos assuntos tocados por Tite na sala de imprensa da Arena Corinthians foi a atuação aquém do ideal do meia Guilherme – camisa 10 do Timão, o apoiador foi pouco acionado durante os 90 minutos e acabou substituído no período complementar. Segundo o treinador, o jogador não estava 100% fisicamente e, por conta da maratona de partidas, seu nível técnico acabou prejudicado.

“Nós já estávamos programados de 45 a 60 minutos pro Guilherme, o atleta perde a coordenação fina. É inevitável, aquele lance que tu executa rápido, por vezes, ele se perde. Guilherme, no jogo contra o São Bento, foi muito bem nessa função. Hoje esteve um pouquinho abaixo. Mas a equipe também, na sua construção, esteve um pouco abaixo”, explicou.

Como esperado, antes de deixar a coletiva, Tite foi questionado se já teria um esboço da equipe que entra em campo nesta quarta-feira, diante do Santa Fe (COL), pela segunda rodada da Copa Libertadores da América. Ao citar a diferença entre o meia Giovanni Augusto e o atacante Ángel Romero (ambos atuam pelo lado direito do ataque), o professor surpreendeu.

“O Romero não entrou na função dele (Giovanni), não é a mesma função. Romero é atacante, ele é articulador, central ou lateral. Eles não competem pelo mesmo. O Giovanni compete com Alan, com Guilherme, com Rodrigo, essa composição, com Danilo. Não vai mexer na estrutura de quatro meio-campistas e dois atacantes. Essa ideia não muda”, revelou Tite, projetando a permanência do camisa 17 no esquadrão titular.

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno Paulo jogará no Santa Cruz até o final de 2017

    Com apenas um jogo pelo Corinthians, atacante é emprestado até o fim do ano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes