Fagner minimiza derrota no clássico: 'Uma hora ia acontecer'

Fagner minimiza derrota no clássico: 'Uma hora ia acontecer'

Por Meu Timão

Fagner começou o jogo como titular, mas foi substituído por Edilson

Fagner começou o jogo como titular, mas foi substituído por Edilson

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após nove jogos oficiais disputados no ano, o Corinthians perdeu sua invencibilidade na temporada ao ser derrotado pelo Santos, por 2 a 0, neste domingo. Um dos cinco titulares que iniciaram o duelo no time misto escalado por Tite, Jadson minimizou a derrota e, apesar de lamentar o resultado negativo, relembrou a situação confortável da equipe no Campeonato Paulista.

“É claro que a gente não quer perder, mas sabíamos que uma hora ia acontecer. Temos ciência de que estamos até um pouco confortáveis na competição, isso serve pra gente aprender com os erros. Vamos tentar ter uma semana tranquila de trabalho”, afirmou o lateral-direito.

Fagner começou a partida como titular, mas foi substituído no segundo tempo por Edílson. A substituição não alterou a forma da equipe jogar e deve ter sido pensada por Tite para poupar Fagner para o confronto da próxima quarta-feira, contra o Cerro Porteño. Aliás, mesmo com um jogo importante no meio da semana, o lateral disse que entrou em campo sem se preocupar com o desgaste do jogo.

“Quando você entra em campo, você não pensa em dosar, você pensa em dar o seu melhor, Infelizmente as derrotas acontecem”, completou.

Apesar da derrota, o Corinthians segue como melhor clube do Campeonato Paulista, com 17 pontos. Em oito jogos disputado na competição, o Alvinegro venceu cinco, empatou dois e perdeu um.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes