Torcedores do Corinthians detidos acusados de espancarem palmeirense são liberados

Torcedores do Corinthians detidos acusados de espancarem palmeirense são liberados

Por Meu Timão

Briga entre corinthianos e palmeirenses aconteceu perto da estação Clínicas

Briga entre corinthianos e palmeirenses aconteceu perto da estação Clínicas

Foto: Divulgação

Os 27 torcedores do Corinthians detidos na noite desse domingo no 91º Distrito Policial, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, foram liberados na manhã desta segunda-feira. As informações fora divulgadas pela Rede Globo.

Acusados de espancarem torcedores do Palmeiras nas proximidades da estação Clínicas do metrô, os corinthianos tiveram de assinar termo circunstanciado e, portanto, responderão judicialmente pela agressão. Em sua maioria, eles pertenciam à Gaviões da Fiel.

Entre os 27 torcedores, dois já são figuras conhecidas: Tadeu Macedo Andrade e Leandro Silva de Oliveira também foram presos na Bolívia, em Oruro, acusados de estarem envolvidos na morte do torcedor Kevin Espada. Os dois ficaram 156 dias presos. Leandro, aliás, se envolveu em outros conflitos depois, como a confusão contra a torcida do Vasco, em Brasília, e no aeroporto de Natal, novamente contra vascaínos.

A confusão aconteceu após o clássico entre Corinthians e Palmeiras, disputado na tarde de domingo, no Pacaembu. Um caminhão com torcedores do Timão e faixas e instrumentos da organizada alvinegra parou ao avistar os palmeirenses. Há divergência se foram dois ou três torcedores do arquirrival espancados pelo grupo de corinthianos.

Na manhã e no início de tarde do domingo, outros confrontos já haviam sido registrados na capital paulista. Em um deles, na estação de trem São Miguel Paulista, deixou uma pessoa, que não estava envolvida na briga, morta. Em outro, dessa vez na estação de metrô Brás, houve estouro de rojões e depredação de um vagão.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes