Redução da pedida do Al-Nassr e crise política do Brasil podem aproximar Corinthians de reforço

Redução da pedida do Al-Nassr e crise política do Brasil podem aproximar Corinthians de reforço

Por Meu Timão

Marquinhos Gabriel pode ser reforço para o meio de campo alvinegro no meio do ano

Marquinhos Gabriel pode ser reforço para o meio de campo alvinegro no meio do ano

Foto: Divulgação / Santos FC

O Corinthians está de volta na ativa por Marquinhos Gabriel. O meia do Al-Nassr foi alvo do Timão na última janela de transferências e está mais uma vez na mira da diretoria alvinegra por pelo menos dois fatores: a redução da pedida dos árabes e a crise política do Brasil.

No último mês, quando o Santos também tentava a contratação do meia, o Corinthians ouviu do Al-Nassr que teria de desembolsar 4 milhões de dólares (R$ 16,1 milhões na época). O valor assustou e o negócio não avançou.

Já pensando em negociar o jogador no meio do ano, o clube árabe aceitou baixar a pedida, segundo reportagem do portal Goal. Agora o Al-Nassr pede 3,5 milhões de dólares. E é aí que o delicado cenário político do Brasil entra no jogo.

Diante da volatilidade da economia brasileira e do jogo de interesses por trás do empresariado nacional, a cada notícia veiculada acerca do possível impeachment da presidenta Dilma Rousseff, a moeda real vai se valorizando. Assim, os 3,5 milhões de dólares, que aparentemente ainda seria uma pedida alta, passam a significar R$ 12,4 milhões. Conforme avançarem os próximos capítulos da crise política nacional, a proposta do Al-Nassr pode ficar ainda mais vantajosa aos cofres corinthianos.

Vale lembrar, contudo, que o principal fator de repulsa do Corinthians no início do ano foi a exigência dos árabes em receber o valor à vista. Para a próxima janela de transferências, no meio do ano, a tendência é que o Al-Nassr siga recusando qualquer tipo de parcelamento.

Veja Mais:

  • Jô, pivô de polêmica nesta semana, está confirmado ante os argentinos

    Em treino na Argentina, Carille 'dribla' falta de energia e ensaia Corinthians com três mudanças

    ver detalhes
  • Carille conduziu trabalho do Timão no estádio Presidente Perón

    Carille explica mudanças no Corinthians e pede 'jogo inteligente' por vaga

    ver detalhes
  • Jô falou com a imprensa nesta terça-feira já na Argentina

    Jô admite toque no braço, nega trapaça e abre o jogo sobre polêmica no Corinthians

    ver detalhes
  • Apresentadora Renata Fan fez analogia infeliz com polêmica envolvendo Jô

    Renata Fan compara Jô a 'ladrão' e revolta torcida do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes