Pressão aumenta por expulsão de pivôs de escândalo na base do Timão

Pressão aumenta por expulsão de pivôs de escândalo na base do Timão

Por Meu Timão

Roberto de Andrade sofre pressão nos bastidores do Corinthians

Roberto de Andrade sofre pressão nos bastidores do Corinthians

Foto: Marcelo Machado/Ag. Corinthians

O "caso Alyson" segue ganhando repercussão um mês após vir à tona no Corinthians. O mais recente escândalo das categorias de base do Timão já gera uma pressão grande sobre as costas do presidente Roberto de Andrade e do ex-mandatário Andrés Sanchez, segundo publicação da Espn.

Na última segunda-feira, Roberto de Andrade prestou depoimento ao Comitê de Ética do Conselho Deliberativo de clube. Após o encontro, o presidente passou a ser bastante cobrado por pessoas influentes no Parque São Jorge. É consenso nos bastidores alvinegros que pessoas ligadas ao caso têm de ser punidas.

A pressão sobre a diretoria corinthiana aumentou após vazar na imprensa o fato de o conselheiro Manoel Evangelista, o Mané da Carne, ter viajado com a delegação do Corinthians para Salvador, no último domingo, e assistido à partida contra o Vitória. Ninguém no clube soube esclarecer se o conselheiro, que está sendo investigado por participação no escândalo, teve o ingresso bancado pelo clube.

Fato é que Mané da Carne corre risco de ser expulso do quadro de conselheiros do clube. Roberto de Andrade também vem sendo pressionado a demitir José Onofre, diretor das categorias de base.

O Comitê de Ética do Conselho Deliberativo segue ouvindo testemunhas e pessoas envolvidas na venda irregular de direitos econômicos do jovem Alyson, de apenas 16 anos. Este, por sua vez, processa o clube por danos morais haja vista que vem sendo obrigado a treinar separadamente no Parque São Jorge.

O Caso - Julio Cesar Polizeli, ex-empresário de Alyson e acusado de ameaçar de morte a família do jogador,em conluio com o ex-gerente da base alvinegra Fabio Barrozo e o conselheiro vitalício do clube Manoel Ramos Evangelista (Mané da Carne), teria vendido 20% dos direitos econômicos de Alyson de forma irregular ao empresário Helmut Niki Apaza. Este, por sua vez, afirma ter sido enganado e ameaça entrar na Justiça contra o Corinthians.

Veja Mais:

  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes
  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes