Giovanni Augusto fala sobre nova posição: 'Ainda não tinha exercido a função'

Giovanni Augusto fala sobre nova posição: 'Ainda não tinha exercido a função'

Por Meu Timão

Giovanni Augusto, armador, comemora com Luciano, autor de um dos gols

Giovanni Augusto, armador, comemora com Luciano, autor de um dos gols

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians entrou em campo com uma formação um tanto quanto diferente em seu segundo jogo sob comando de Cristóvão Borges. Com Luciano à frente e Romero e Marquinhos Gabriel pelas pontas, coube a Giovanni Augusto fazer as vias de armador centralizado.

Na saída de campo após a vitória por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, na noite desse sábado, na Arena, pelo Brasileirão, Giovanni analisou sua nova função na equipe. O meia reconheceu que ainda não está totalmente adaptado, mas elogiou o volume de jogo do Timão

"Eu ainda não tinha exercido a função nesse ano, jogando mais recuado. Foi um jogo complicado, mas conseguimos achar espaços. O Santa Cruz foi para frente e marcou muito forte. Mas foi um belo jogo, conseguimos jogar, pressionar o adversário e conquistar uma importante vitória", comentou.

Questionado ainda sobre a falha de Cássio que originou o único gol dos pernambucanos, Giovanni rasgou elogios ao arqueiro e apostou nesse lance como divisor de águas para novos (e bons) tempos na meta alvinegra.

"O Cássio é uma referência para nós, tenho um carinho muito grande por ele. Acontece que falhas são naturais e cabe a nós saber lidar com isso. Acredito que as coisas vão voltar ao normal depois disso", declarou.

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes