Cristóvão prega respeito ao São Paulo, fala em 'jogo duro', mas manda recado

Cristóvão prega respeito ao São Paulo, fala em 'jogo duro', mas manda recado

Cristóvão Borges falou sobre o clássico contra o São Paulo do próximo domingo

Cristóvão Borges falou sobre o clássico contra o São Paulo do próximo domingo

Foto: Vinícius Souza/Meu Timão

Apesar da fala serena e do jeito tranquilo, Cristóvão Borges não escondeu a ansiedade as vésperas do primeiro Majestoso como treinador do Corinthians. Em entrevista coletiva realizada na tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, o comandante alvinegro pregou respeito ao São Paulo e ressaltou que o Timão encontrará dificuldades, mas disse confiar no futebol apresentado pelo atual campeão nacional atualmente.

“Sou como todos os outros, me emociono, gosto disso. Clássico, assim como todos os jogadores, eu também fico com essa motivação, na vontade do jogo. Uma coisa que vale muito, temos que ter todo o respeito com o São Paulo, mas quando você tem uma equipe que demonstra segurança nas coisas que faz, é um outro estado que você vai pro jogo”, avisou Cristóvão Borges.

“Isso dá segurança. Nós não nos entusiasmamos com muita coisa não, o jogo é difícil. O momento pra eles é momento de jogar tudo. Nós já conversamos muito desde o começo da semana, estamos nos preparando há muito tempo porque sabemos da importância, os cuidados e o respeito são o que precisamos ter. É jogo duro”, acrescentou o comandante alvinegro.

Recém-chegado ao Parque São Jorge, Cristóvão ainda não teve o período necessário para impor sua filosofia e, consequentemente, suas mudanças na equipe. Após uma série de testes ao longo da semana, o treinador baiano explicou o método de trabalho utilizado e ressaltou que a escalação para o duelo em Itaquera será definida neste sábado pela manhã.

“Temos o time definido, mas, por conta de algumas coisas, tem jogadores que treinaram mais, outros treinaram e sentiram. Durante a semana, a gente fez essas avaliações e vamos deixar pra definir a equipe amanhã (sábado). Hoje nós treinamos mais de uma formação, existe a possibilidade da gente fazer as mudanças”, explicou o comandante, destacando que a eliminação do São Paulo na Copa Libertadores da América não terá influência negativa para o adversário do Corinthians.

“Assim como me perguntaram depois do nosso jogo conta a Chapecoense, continuo achando o São Paulo perigosíssimo. É um clássico, não tem melhor oportunidade de você se reerguer com vitória num clássico. Eles vão jogar bastante nesse aspecto. Por isso, além da qualidade, a rivalidade, isso faz com que seja um adversário mais perigoso ainda”, finalizou.

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians vai comparecer em bom número no duelo decisivo contra o Grêmio

    Corinthians divulga nova parcial de ingressos para jogo decisivo contra o Grêmio

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians marcou presença na Fonte Nova; 'presente' veio nesta segunda

    Rival tropeça no Pacaembu, e Corinthians encerra rodada com boa vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Atacante desaprovou tentativa de Cássio no final da partida contra o Bahia

    Jô cobra concentração do Corinthians e comenta ida de Cássio à área do Bahia: 'Desnecessário'

    ver detalhes
  • Corinthians/UNIP faz final da Liga Paulista nesta semana

    Decisões na base, futsal, vôlei e futebol feminino: a semana do Corinthians em outras modalidades

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes