Em reunião na Arena, conselheiros determinam fim do chapão no Corinthians

Em reunião na Arena, conselheiros determinam fim do chapão no Corinthians

Por Meu Timão

Reivindicação da Fiel foi atendida pelos conselheiros

Reivindicação da Fiel foi atendida pelos conselheiros

Foto: Danilo Augusto/Meu Timão

Uma decisão histórica para o Corinthians foi tomada no início de tarde deste sábado, em reunião do Conselho realizada na Arena e fechada à imprensa. Pressionados pela torcida e pelas alas de oposição dos bastidores do clube, os conselheiros determinaram o fim do chapão, o que simboliza um avanço em termos de democracia na política do Timão.

O chapão é um sistema que vem sendo colocado em xeque pela oposição desde 2008, quando a chapa Renovação & Transparência, de Andrés Sanchez, assumiu a presidência do Corinthians. Na prática, funcionava da seguinte forma: o presidente eleito "puxava" consigo 200 conselheiros aliados. Ou seja, o Conselho ficava restrito, em princípio, apenas à situação.

Além do fim do chapão, foi votado o novo sistema de formação do Conselho. Em votação apertada, foi decidido o esquema de "mini-chapas". Chapas com 25 conselheiros se candidatarão, e as dez primeiras assumem (as oito mais votadas empossam, enquanto as outras duas ficam como suplentes).

Vale destacar que o novo sistema de chapas já será válido a partir da próxima eleição do clube. O mandato de Roberto de Andrade, que começou em fevereiro de 2015, tem validade até fevereiro de 2018. Há a possibilidade de o Conselho ainda adiantar a posse do novo presidente para dezembro de 2017.

Em tempo: a decisão do Conselho coincide com a principal reivindicação dos torcedores que protestaram na manhã deste sábado no entorno da Arena Corinthians. A Fiel pedia justamente o fim do chapão, com esperança de mais democracia e transparência no clube.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes