Timão cresce no segundo tempo e goleia Sport na Arena Corinthians

Corinthians Corinthians 3 x 0 Sport Sport

Brasileirão 2016

Timão cresce no segundo tempo e goleia Sport na Arena Corinthians

Corinthians voltou com tudo no segundo tempo e goleou o Sport na Arena

Corinthians voltou com tudo no segundo tempo e goleou o Sport na Arena

Foto: Daniel Augusto Junior/Agência Corinthians

O Corinthians superou a desconfiança e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Com gols de Rodriguinho, Léo Príncipe e Vilson, a equipe alvinegra derrotou o Sport pelo placar de 3 a 0, nesta quinta-feira à noite, na Arena Corinthians, em partida válida pela 23ª rodada da competição nacional.

Depois de estrear com empate fora de casa na Copa do Brasil, o Timão, desfalcado pelo lateral-direito Fagner, foi a campo da seguinte maneira: Cássio; Léo Príncipe, Vilson, Yago e Uendel; Cristian; Giovanni Augusto, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Lucca.

Já o Sport, que tinha a missão de pontuar para deixar a incômoda 14ª colocação na tabela, era formado por: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Diego Souza, Gabriel Xavier e Everton Felipe; Ruiz.

CORINTHIANS SONOLENTO E SPORT ‘EM CASA’

Sem Marquinhos Gabriel, coube a Giovanni Augusto ocupar o setor direito do ataque alvinegro, enquanto Marlone tinha a missão de levar perigo pela esquerda e acompanhar as descidas de Samuel Xavier. Já Rodriguinho, muitas vezes improvisado como segundo volante na temporada, desempenhava a função de armador para Lucca, atacante de movimentação e pouca presença de área.

Embora bem desenhada, a formação tática imposta por Cristóvão Borges demorou a surtir efeito. O Sport, então, tomou a iniciativa nos minutos iniciais e passou a pressionar a saída de bola do Corinthians – aos 13min, após vacilo dos meio-campistas alvinegros, o atacante Ruiz se mandou ao ataque e acabou parado com falta do zagueiro Vilson, posteriormente advertido com cartão amarelo.

Sem a cadência de antes na troca de passes, o Timão encontrou nos contra-ataques uma alternativa de chegar ao ataque. E conseguiu com Lucca – aos 20min, o atacante arrancou pela direita e tocou na entrada da área para Rodriguinho. O meia ajeitou para a perna direita e bateu colocado, mas errou o alvo. Ainda que longe da meta adversária, era a primeira finalização dos donos da casa no embate.

A 15 minutos do fim da etapa inicial, o Sport tomava contava conta das ações ofensivas e teve a principal chance para abrir o placar. O lateral Samuel Xavier avançou pela direita e cruzou na medida para Diego Souza, que cabeceou em cima de Cássio. Em dois tempos, o goleiro alvinegro encaixou a bola e evitou o pior.

Aos 38, em rápido contra-ataque puxado por Camacho, Giovanni Augusto dominou na ponta esquerda, cortou para o meio e arrematou fraco, direito para as mãos do arqueiro Magrão. A essa altura, a Fiel presente em Itaquera até apoiava, mas esperneava a cada decisão equivocada do time quarto colocado do Campeonato Brasileiro.

O Corinthians resolveu responder de forma incisiva apenas nos acréscimos. Em belo lançamento de trivela de Marlone, Giovanni Augusto, outra vez, prendeu, cortou o marcador e chutou colocado, mandando perto do canto esquerdo do Sport. O melhor lance do Timão nos primeiros 45 minutos marcou o término do período dominado pelo oponente da Ilha do Retiro.

SOLUÇÕES NO BANCO E VITÓRIA PRA CONTA!

O rendimento até então aquém do Corinthians fez o técnico Cristóvão Borges promover sua primeira alteração: sai Cristian para a estreia do centroavante Gustavo, camisa 9 recém-contratado do Criciúma. E o novo reforço não demorou a mostrar serviço – logo no primeiro minuto, em cruzamento de Marlone, desviou de cabeça bola quebrada pela defesa do Sport e atraiu a marcação, deixando Rodriguinho livre para estufar a rede. Alívio para a torcida e Cristóvão!

Sem a pressão pelo primeiro gol, o atual campeão nacional fez valer o fator casa e apertou o rival pernambucano no campo defensivo, conseguindo assim o segundo pouco tempo depois. Aos oito minutos, Rodriguinho colocou a bola entre as pernas de Neto Moura e iniciou a jogada para Marlone. O número 8, novamente, se mandou pela direita e cruzou rasteiro para Léo Príncipe, que desviou com categoria e ampliou para o Timão.

Nem mesmo as substituições do técnico Oswaldo de Oliveira solucionaram os problemas de um apático Sport durante o tempo complementar. Prova disso, aos 16, exatos 24.360 corinthianos comemoraram o terceiro nas arquibancadas de Itaquera: em escanteio cobrado por Lucca, Vilson se antecipou à defesa pernambucana e tocou de cabeça. Festa da Fiel!

Antes do árbitro dar fim ao triunfo preto e branco na capital paulista, Cristóvão sacou Camacho e Giovanni Augusto por Willians e Jean, respectivamente. A dupla, de características predominantemente defensivas, deram solidez ao sistema que passou em branco na noite de 8 de setembro. Um segundo digno de elogios para o Timão, que passou aos 40 pontos conquistados em 23 jogos!

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Sport

  • 1000 caracteres restantes