Liedson descarta mágoa do Timão e dá conselho a Gustavo

Liedson descarta mágoa do Timão e dá conselho a Gustavo

Por Meu Timão

Liedson marcou 50 gols com o manto alvinegro

Liedson marcou 50 gols com o manto alvinegro

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Terceiro maior artilheiro do Corinthians no século XXI e ídolo da Fiel, Liedson teria motivos para sentir mágoa do clube pelo qual conquistou um Brasileirão (2011) e uma Libertadores (2012). No entanto, embora seu contrato não tenha sido renovado pelo então presidente do Timão, Mário Gobbi, em 2012, o Levezinho se diz realizado por participar da história alvinegra.

“É difícil falar, era o momento. Infelizmente, não foi possível fazer uma renovação. Meu pensamento era ficar no Corinthians até encerrar a carreira, mas isso não se concretizou. Não saí brigado com ninguém, não saí com mágoa de ninguém, muito pelo contrário. Tenho um carinho muito grande pelo Corinthians, por tudo que o clube fez por mim... Infelizmente, na época, eu estava passando por um mau momento, já no final do meu contrato, e o presidente Mário Gobbi decidiu não renovar comigo. Mas, sou muito feliz por ter representado este clube”, afirmou Liedson em entrevista ao Esporte Interativo.

Liedson teve duas passagens pelo Parque São Jorge, em 2003 e 2011. A primeira, após boas atuações no Brasileirão daquele ano, o jogador chegou a acertar sua transferência ao Dínamo de Kiev (UCR), mas, com o fracasso da negociação, retornou ao Brasil. Mais tarde, assinou com o Sporting (POR), onde conquistou títulos e marcou mais de 100 gols. Oito temporadas depois, o camisa 9 retornou ao Timão para integrar o elenco multicampeão liderado pelo técnico Tite, hoje na Seleção Brasileira.

“Gostaria sim de ter encerrado minha carreira no Corinthians, mas faz parte, a vida é assim. Tenho muito orgulho de ter representado e conquistado títulos por esse clube, que para mim é um dos melhores do mundo em termos de estrutura e de receber bem os jogadores. Só tenho a agradecer”, frisou.

Ao todo, foram 111 jogos com a camisa do Corinthians e 50 gols marcados, números que fizeram dele mais um ídolo da história do clube. Em setembro de 2013, o atacante anunciou sua aposentadoria do futebol. “Para mim, a maior alegria da minha carreira foi ter sido campeão brasileiro e da Libertadores pelo Corinthians”.

Experiente, Liedson analisou a chegada do centroavante Gustavo, novo reforço do clube para a sequência do Brasileirão. E ele não poupou elogios ao ex-Criciúma. “Para falar a verdade, eu assisti à estreia dele contra o Sport e gostei muito. Ele tem o jeito que a torcida gosta, é um cara brigador, lutador e entrou muito bem. Depois que ele entrou, o jogo mudou. Ele tem a cara do Corinthians e começou por um bom caminho, com vontade. Acredito que ele irá se encaixar. Com certeza, logo logo ele fará um gol e ficará ainda mais confiante. Se eu tivesse que dar um conselho a ele, diria para continuar nessa pegada e manter a humildade, voltar para marcar, ir para cima dos zagueiros. Ele tem tudo pra dar certo”, concluiu.

Veja Mais:

  • Corinthians/Audax atropelou Cerro Porteño em solo paraguaio

    Mulherada do Corinthians/Audax goleia donas da casa e se classifica para final da Libertadores

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians que se prepare: reta final do Brasileirão promete altas emoções

    Fim da rodada: Corinthians mantém vantagem, mas rivais alcançam Grêmio e embolam classificação

    ver detalhes
  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Maltos brilhou diante do Grêmio, na Arena do adversário

    Goleiro defende quatro pênaltis, Corinthians bate Grêmio e avança na Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes