Demitido do Timão, Cristóvão assume erros e cita 'atmosfera adversa'

Demitido do Timão, Cristóvão assume erros e cita 'atmosfera adversa'

Por Meu Timão

Cristóvão Borges foi demitido após derrota do Timão para o Palmeiras

Cristóvão Borges foi demitido após derrota do Timão para o Palmeiras

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Demitido do Corinthians no último sábado, o técnico Cristóvão Borges negou ter mágoas da diretoria ou da Fiel. De acordo com o baiano de 57 anos, a pressão em suceder ninguém menos que Tite, tido como maior treinador da história alvinegra, não foi o principal empecilho durante seu trabalho, mas sim as cobranças “exageradas” de todos os lados.

“Na minha contratação, todos ficaram sobressaltados. Substituir o Tite... Meus amigos têm a visão de que isso seria muito difícil, mas foi o que menos senti. Era um peso, claro, mas as coisas andaram bem”, afirmou Cristóvão Borges em entrevista ao GloboEsporte.com.

“Quando errei, criou-se uma atmosfera adversa, difícil de ser retomada. Tudo veio de maneira incompreensível, com críticas além da conta, exageradas e até desrespeitosas. Criou-se um monstro. Mas não guardo mágoa, nem da torcida nem do Corinthians”, acrescentou o comandante.

Cristóvão foi oficializado no comando técnico do Timão no dia 20 de junho, pouco tempo depois de Tite assumir a Seleção Brasileira. Apesar da estreia com o pé esquerdo (derrota para o Atlético-MG no Mineirão), o treinador dirigiu o atual campeão brasileiro a sete partidas de invencibilidade, sendo cinco vitórias.

No entanto, o desempenho da equipe aquém do esperado, somado aos recentes tropeços no Brasileirão, levou o presidente Roberto de Andrade a acertar a saída de Cristóvão do Parque São Jorge. Ele deixa o Timão após sete vitórias, cinco empates e seis derrotas – aproveitamento de 48%.

“Na hora da oscilação, aconteceram coisas que ajudaram no desequilíbrio do time. Esse terreno é fértil para erros e acertos. Eu acertei e errei. Mas estava em um lugar e um momento que não podia errar”, finalizou.

Veja Mais:

  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade botou panos quentes nas especulações envolvendo Scarpa e Henrique

    Presidente do Corinthians esfria possibilidade de contratar dupla do Fluminense para 2018

    ver detalhes
  • Kazim não deve permanecer no Corinthians em 2018

    Corinthians quer definir destino de Kazim nos próximos dias; chegada de Dutra deve atrapalhar turco

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes