Loss relaciona derrota a desfalques e não vê Botafogo superior

Loss relaciona derrota a desfalques e não vê Botafogo superior

Osmar Loss, durante derrota do Timão na Arena

Osmar Loss, durante derrota do Timão na Arena

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O técnico Osmar Loss analisou a derrota do Corinthians por 2 a 0 para o Botafogo, na noite desta quarta-feira, na Arena em Itaquera, que definiu o campeão do Brasileiro Sub-20. Ciente da qualidade de sua equipe, o comandante falou a respeito das diferentes nuances do jogo e ressaltou que o Timão teve desempenho suficiente para sair vitorioso.

“Acho que tudo que a gente planejou e projetou acabou acontecendo no segundo tempo. Acho que a gente foi superior ao Botafogo, conseguimos controlar muito bem a equipe madura que eles têm, uma equipe que vem jogando da mesma forma o campeonato inteiro”, iniciou Osmar Loss em entrevista na zona mista.

Para o técnico, as ausências do lateral-esquerdo Guilherme Romão e do meia-atacante Rodrigo Figueiredo, ambas por contusão, contribuíram para que o Corinthians sofresse com a falta de experiência, sobretudo após o Botafogo abrir o placar.

“A gente teve muitas baixas durante a competição, jogamos sem dois jogadores extremamente importantes hoje, que são o Rodrigo Figueiredo e o Guilherme. Mas mesmo assim, a gente controlou muito bem eles com a força da nossa torcida, com volume de jogo interessante, Botafogo não chutava, não finalizava, não tinha nada contra nossa meta”, acrescentou.

“Devido ao fato da jovialidade da equipe, do nível do caráter físico estar em evolução, nos 35 minutos do primeiro tempo, a gente sentiu um pouquinho. Começamos a dar um espaço que numa dessas bolas o Botafogo conseguiu fazer o gol. A partir do gol, deu uma tranquilidade muito grande pra equipes deles”.

O time de General Severiano abriu o placar com o atacante Yuri, que aproveitou falha da defesa alvinegra para colocar os cariocas em vantagem. Na etapa final, Kanu sacramentou o triunfo botafoguense em plena Arena Corinthians.

“Começamos muito bem o segundo tempo, bola na trave, muitos cruzamentos, muitos escanteios, mas efetivamente não conseguimos fazer o gol. E ai uma bola na trave tivemos uma ducha de água fria”, finalizou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes