Mancha responde nota da Gaviões com discurso homofóbico e revanchismo

Mancha responde nota da Gaviões com discurso homofóbico e revanchismo

Por Meu Timão

Arma teria sido encontrada na casa de primeiro suspeito preso pelo assassinato de Daniel

Arma teria sido encontrada na casa de primeiro suspeito preso pelo assassinato de Daniel

Foto: Reprodução

A rixa que já se alonga por anos entre Gaviões da Fiel e Mancha Alviverde parece ter se agravado bastante nesta semana. Motivada pela morte do associado Daniel Veloso na madrugada do último domingo, em Itapevi, a organizada do Corinthians havia emitido uma nota acusando os palmeirenses pelo crime. A uniformizada do Palmeiras, nesta quarta-feira, em tom de revanchismo e homofobia, publicou um comunicado em resposta aos corinthianos.

Na nota, a Mancha questiona a acusação da Gaviões acerca do lema palmeirense "Somos Torcida". A uniformizada palmeirense fez uma lista de episódios lamentáveis envolvendo violência de organizadas nos quais a torcida corinthiana teve envolvimento.

A mais enfatizada das tragédias diz respeito à morte de um palmeirense num confronto entre as organizadas na avenida Inajar de Souza, na Zona Oeste de São Paulo, em 2012.

"Gostaríamos apenas de dizer que tudo que hoje é colhido e a dimensão causada entre as duas entidades, (sic) é fruto da covardia que vocês fizeram em 2012 na Avenida Inajar. E, infelizmente, quem acaba sangrando no meio dessa guerra são os associados comuns", escreveu a entidade palmeirense.

Em meio ao clima tenso e à troca de farpas pública entre as organizadas, um discurso homofóbico foi utilizado pela Mancha em sua nota. Chama atenção o fato de muitos palmeirense, nos comentários da publicação, terem repreendido a organizada por conta da intolerância em relação a diferentes orientações sexuais.

"A diretoria atual de vocês é motivo de chacota no mundo das organizadas, afinal, ter um diretor homossexual que expôs o nome de vocês para todo Brasil devido a sua opção sexual e saiu pelas portas da frente sem ao menos ter tomado um soco na cara", dizia a nota, que teve a parte "ao menos ter tomado um soco na cara" trocada por "nenhuma cobrança" numa tentativa em vão de diminuir o caráter homofóbico da afirmação.

Vale lembrar que as trocas de farpas em tom de revanchismo entre as organizadas estão ganhando as redes sociais e, até o momento, a única medida que veio a público tomada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e pelo Ministério Público no que diz respeito à violência que vem manchando o futebol paulista é a determinação de torcida única nos clássicos. O crime do último domingo, contudo, aconteceu a mais de 60 quilômetros de Itaquera, palco do jogo com torcida única entre Corinthians e Palmeiras.

Confira abaixo a nota oficial da organizada palmeirense:

Devido aos últimos fatos ocorridos após o clássico de sábado, deixamos bem claro que não compactuamos com emboscadas ou esquemas, principalmente tirando a vida de outras pessoas.
Caso seja provado o envolvimento de qualquer associado da nossa entidade com esse crime, tomaremos todas as medidas cabíveis contra essas pessoas, pois não aceitamos esse tipo de atitude partindo de nossos associados.
Agora, sobre a infeliz nota feita pela torcida rival sobre nossa entidade e nosso lema, SOMOS TORCIDA, nos surpreendeu.
Historicamente sabemos que vocês perderam a essência de torcida e chegaram ao fundo do poço com a diretoria atual.
Vejamos:
Para vocês o que é "Lealdade e Procedimento", que são palavras que usam como lema?
"Lealdade e procedimento" é cometer o primeiro assassinato de torcida organizadas no Brasil contra um dos fundadores da Mancha, pelo fato de vocês não aceitarem que uma torcida com tão pouco tempo de vida tivesse chegado e tirado o espaço de vocês no cenário de torcida organizada aqui em São Paulo?
Podemos relembrar o jogo de futebol de salão em meados dos anos 80.
A “poderosa” torcida com líderes como Magrão, Clei, Dentinho, Jogador, Gordo e outros viram que a partida começou a virar. Basta ver o vídeo (Record transmitiu ao vivo) e aqueles moleques bateram de frente e na “mão” com os gaviões.
Depois disso, qual foi o “procedimento” de vocês?
Começaram as emboscadas pela parte dos que usam o termo “lealdade".
- O tal Jogador e o Gordo tentaram pegar o nosso ex-presidente Cléo na estação Liberdade.
- Em um retorno de uma partida no Pacembu, ao chegarmos na Turiassú e dispersando o nosso pessoal, lá foram os “leais”com esqueminha e armados tentando fazer emboscada para o Cléo e alguns dos nossos que lá ainda estavam.
- Em 1988 dois ônibus da Mancha, após um clássico no Morumbi, cruzaram no Palácio dos Bandeirantes com 8 ônibus dos “fieis” e foi a maior vergonha, até então, em menor número e na mão. Descemos o Palácio do Governo arrastando geral. Não houve mortes, não houve covardia e muitos que tinham a tal “lealdade” correram, já quem ficou, apanhou.
- A resposta deles veio dias depois em outubro de 1988 com a emboscada e assassinato covarde do nosso presidente Cléo.
Ali não morreu apenas o Cléo... Morreu a ideologia de torcida dos que dizem ter Lealdade, Humildade e Procedimento.
Só que não seguimos a cartilha de vocês. Mantivemos a essência de torcida, afinal, Somos Torcida e sabe por que somos assim?
Somos Torcida por nunca termos deixado uma oposição se criar dentro da Mancha e seguimos a mesma ideologia desde 1983, diferente de vocês, que criaram um tal de Rua São Jorge dizendo ser pela ideologia e acabaram se vendendo para o “poder”.
Somos Torcida por nunca termos deixado alguém chegar ao poder da Mancha por conta de ter tirado a vida de algum associado de outras torcidas a tiros, nem por status, nem por cargo ou fama. (vide caso Munhoz, em 2005, onde seu atual presidente é acusado de atirar de longe, de cima para baixo, sem participar da briga).
Ser torcida pra vocês é fazer emboscada em Francisco Morato no dia de um Palmeiras x São Paulo tirando a vida de uma pessoa?
(Nesse caso a lei agiu e o assassino segue preso).
Ser torcida pra vocês é chegar em um dia de clássico no meio de uma praça, em São Miguel, onde é o ponto de encontro da Mancha e de conhecimento de todas as autoridades, disparando tiros de longe com a participação da diretoria de vocês?
Ser torcida pra vocês é esperar uma "quebrada" próximo a estação Marechal Deodoro após um jogo do Palmeiras no Pacaembu contra um time do interior, e dar ataque com barra de ferro com a participação da diretoria de vocês?
Ser torcida pra vocês é juntar duas torcidas e ficar com barras de ferro dentro de uma estação em frente uma sub-sede (ABC) com a participação da diretoria de vocês?
Ser torcida pra vocês é fazer um esquema na Marginal Tietê contra uma torcida aliada nossa, tomando uma invertida e levando associado a morte com a participação da diretoria de vocês?
Inclusive, foi essa mesma torcida aliada nossa que vocês encontraram 20 contra 2 no aeroporto, em Natal, e tentaram pegar os caras. Isso é ser torcida?
Acreditamos que esse marketing não funcione nem com associados de vocês, sabe por que? Os associados e, principalmente, os mais antigos sabem da história e que são dirigidos pela diretoria mais covarde que já existiu dentro dos gaviões.
A mesma diretoria que depois de "atrasos" históricos tomados na Avenida Inajar de Souza, usou de armas de fogo para tirar a vida de duas pessoas da Mancha.
Tática de guerrilha, com aluguel de casa para passarem a noite antes do clássico, com barras de ferro, revolver e capuz para esconder o rosto dos assassinos. Esquema arquitetado dentro da quadra de vocês.
“Humildade”nenhuma
"Procedimento” covarde
"Lealdade” sem caráter.
A Inajar de Souza foi a pólvora que acarreta todos os problemas que seguem até hoje. Vingança, rancor e ódio.
Não seguimos a cartilha da covardia que vocês seguem. A diretoria da Mancha não compactua com nenhuma atitude do nível que vocês sempre usaram historicamente.
A Diretoria de vocês hoje é marcada por não poder transitar tranquilamente pela cidade devido todas as merdas que foram feitas durante a atual e gestões anteriores.
Já a nossa diretoria transita pelos quatro cantos da cidade tranquilamente por saber que nunca se criaram em cima de falcatruas ou covardias.
A Diretoria atual de vocês é motivo de chacota no mundo das organizadas, afinal, ter um diretor homossexual que expôs o nome de vocês para todo Brasil devido a sua opção sexual e saiu pelas portas da frente sem nenhuma cobrança.
Sabe porque o termo SOMOS TORCIDA incomoda tanto vocês?
Porque vocês querem ser o que somos, porque vocês perderam o respeito e ideologia de torcida, porque entre vocês mesmo existe discórdia e a tal democracia corinthiana colocou no poder da ex-torcida pessoas sem essência de torcida.
As unicas pessoas que acreditam em vocês são os associados pós falcatrua/covardia da Avenida Inajar de Sousa.
Mas nós sabemos que essas mesmas pessoas vão deixar de acreditar quando vocês fizerem o que sempre fizeram e abandonar esses novos associados em uma situação adversa.
Reforçando o que aconteceu no últimos sábado: a diretoria da Mancha se coloca à disposição das autoridades. Estamos tranquilos e conscientes de que não houve embosca comanda por nossa liderança e que a policia faça o seu trabalho e prenda os envolvidos
Finalizando a nota, gostaríamos apenas de dizer que tudo que hoje é colhido e a dimensão causada entre as duas entidades, é fruto da covardia que vocês fizeram em 2012 na Avenida Inajar. E, infelizmente, quem acaba sangrando no meio dessa guerra são os associados comuns.
Diretoria
Mancha Alviverde - SOMOS TORCIDA

Veja Mais:

  • Diversos torcedores não conseguiram efetuar a troca de ingressos

    Com fila absurda e nova confusão, torcida do Corinthians esgota ingressos para final da LNF

    ver detalhes
  • Oswaldo negou que seus treinos sejam repetitivos

    Oswaldo volta a sinalizar escalação do Corinthians em coletivo e explica semana de treinos

    ver detalhes
  • Jô está de férias e só volta ao CT Joaquim Grava em janeiro

    Jô é liberado pelo Corinthians para férias e não aparece no CT nesta sexta

    ver detalhes
  • Corinthians fará sua terceira participação na Florida Cup

    Participante desde primeira edição, Corinthians tem benefício financeiro na Florida Cup

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes