Funcionários de loja do Timão no Parque São Jorge protestam contra Nike e diretoria

Funcionários de loja do Timão no Parque São Jorge protestam contra Nike e diretoria

110 mil visualizações 129 comentários Comunicar erro

Protesto foi realizado na Megaloja Poderoso Timão na sede do clube

Protesto foi realizado na Megaloja Poderoso Timão na sede do clube

Foto: Divulgação

A partir da intensa movimentação na sede do Corinthians na manhã deste sábado, devido à realização da Assembleia Geral Extraordinária - a fim de promover mudanças no estatuto do clube -, os funcionários da Megaloja Poderoso Timão, localizada no Parque São Jorge, aproveitaram a ocasião para fazer um protesto.

A indignação dos funcionários de deve ao processo judicial em andamento junto ao clube desde 2015, após o término dos contratos de comodato e prestação de serviços. Em segunda instância, os proprietários das franquias ganharam mais cinco anos de posse, entretanto, ainda travam batalha com o Corinthians, que almeja encerrar o vínculo e modificar a política das lojas, segundo apurado pelo globoesporte.com.

Insatisfeitos com a atual situação de trabalho diante da postura do clube a respeito das vendas, os funcionários exigem melhorias e novos produtos oficiais para a comercialização pela Nike (atual patrocinadora esportiva do Corinthians) - fato que, segundo as reclamações, não são distribuídos há um ano e cinco meses, dificultando o trabalho e o interesse de clientes.

Foto: Divulgação

Veja Mais:

  • Lucca acertou com Internacional por empréstimo

    Lucca, ex-Corinthians, é anunciado pelo Internacional; Fiel aguarda anúncio de Roger

    ver detalhes
  • Contra o Fluminense, Leste Superior ficou longe de estar cheia. Oeste então...

    Corinthians tenta valorizar Fiel Torcedor, aumenta valor dos ingressos e público na Arena diminui

    ver detalhes
  • Inicialmente exposta no Memorial, a estátua de Sócrates está na Arena Corinthians

    Conheça o escultor Laércio Alves, que homenageou Sócrates em estátua exposta na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade, atual e ex-presidentes do Corinthians

    Corinthians registra déficit de R$ 35 milhões em 2017; veja números do balanço financeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes