Presidente do Flamengo admite gol irregular no Maracanã

Presidente do Flamengo admite gol irregular no Maracanã

Por Meu Timão

Presidente flamenguista reconheceu o erro de arbitragem

Presidente flamenguista reconheceu o erro de arbitragem

Foto: Divulgação

Fruto da intensa reclamação por parte dos corinthianos ao final do duelo contra o Flamengo, que terminou empatado em 2 a 2, neste domingo, no Maracanã, o gol em posição de impedimento do atacante Paolo Guerrero foi mencionado por Eduardo Bandeira de Mello. Questionado sobre o lance, o presidente flamenguista admitiu a irregularidade, porém destacou que seu clube não vem sendo beneficiado de maneira recorrente.

"Não tem sido tanto a favor no caso do Flamengo [erros por parte da arbitragem]. Não revi o lance, mas acredito na avaliação de vocês [membros da imprensa]. Se o gol realmente estava impedido, reconhecemos e terá sido o primeiro caso de um erro de arbitragem que nos favorece em 32 rodadas", destacou.

Fato é que, apesar do argumento do mandatário flamenguista, o clube carioca foi beneficiado anteriormente também em confronto diante do Timão. Em 2014, no embate entre as equipes pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians acabou prejudicado por um erro da arbitragem no Maracanã.

Com o resultado, o Corinthians agora soma 49 pontos e faz a sexta melhor campanha do Campeonato Brasileiro. O Timão volta a campo no sábado, quando recebe a Chapecoense, às 16h30, na Arena Corinthians, em duelo válido pela 33ª rodada da competição nacional.

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Timãozinho venceu o Mundial Sub-17 em 2015

    Maior campeão, Corinthians desiste do Mundial de Clubes Sub-17 por falta de dinheiro

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes