Basílio diz que instabilidade do Corinthians é culpa do emocional dos jogadores

Basílio diz que instabilidade do Corinthians é culpa do emocional dos jogadores

Por Meu Timão

Basílio acredita que instabilidade do Corinthians é culpa do emocional dos jogadores

Basílio acredita que instabilidade do Corinthians é culpa do emocional dos jogadores

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O ídolo do Campeonato Paulista de 1977, Basílio, esteve em uma loja do Poderoso Timão em Taubaté neste domingo (30), para uma sessão de autógrafos e comentou o duelo contra a Chapecoense que tirou o Timão da zona classificatória para a Libertadores. Aos 67 anos, Basílio acredita que a causa da queda de rendimento da equipe seja emocional devido à pressão.

"Dá para ficar (no G6), mas está perdendo aquela chance, como esse último resultado. Jogou dentro de casa, saiu na frente, cedeu o empate e sofreu depois uma pressão desnecessária. Essa instabilidade é por causa do próprio emocional de alguns jogadores. Eles não estão habituados a vestir a camisa do Corinthians e ver a forma que é", declarou o ex-jogador em entrevista ao GloboEsporte.com.

O empate com a Chapecoense fez o Timão cair para a sétima colocação do Brasileirão, com 50 pontos. Um a menos que o Atlético-PR, sexto colocado e dentro da zona de classificação para a Libertadores. Basílio diz acreditar que ainda há chances de ver o Corinthians na Libertadores de 2017.

"Tem que acertar esta parte emocional. Eles têm grande chance. A diferença é mínima, de um ponto com o sexto colocado. Mas não podemos brigar pela sexta colocação. Você vestindo a camisa do Corinthians, tem que estar na quarta colocação ou mais. É lógico que essa abertura do G-6 até acomodou algumas equipes que buscam uma classificação. Mas tenho certeza que os jogadores vão reagir e colocar o Corinthians novamente na Libertadores", acrescentou.

Para Basílio, a equipe começou bem no campeonato, mas a queda de rendimento aumentou a pressão, "O time começou de forma boa, disputando as primeiras colocações e, de repente, no fim da gestão do Cristovão, deu uma caída. Isso passou a preocupar. Conheço bem o Corinthians. Enquanto você está brigando pelas primeiras colocações, é uma coisa. Quando você despenca como despencou, a pressão vai existir em um momento delicado como esse. Quem tem que agir é a equipe dentro de campo".

Basílio vestiu a camisa do Corinthians entre 1975 e 1981 e foi o autor do gol que deu ao time o título do Campeonato Paulista de 1977, encerrando o jejum de 23 anos sem conquistar um título importante. O feito completou 39 anos no dia 13 de outubro.

Veja Mais:

  • Fagner já tem 208 jogos, sete gols e dois títulos pelo Corinthians

    Fagner fala sobre fazer história no Corinthians, revela papo com Léo Príncipe e manda recado à Fiel

    ver detalhes
  • Meia fica fora de treino de bolas paradas e pode iniciar jogo no banco

    Carille ensaia escalação do Corinthians sem Jadson; definição fica para sexta

    ver detalhes
  • Jô recordou caso em que foi vítima de ofensa racista com Love na Rússia

    Jô lamenta injúria racial no Nilton Santos e lembra episódio na Rússia

    ver detalhes
  • Reforço do Barcelona, Paulinho foi apresentado à torcida e à imprensa nesta quinta-feira

    Apresentado no Barcelona, corinthiano Paulinho diz não temer pressão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes