Basílio

Meia

Basílio

Biografia

O escolhido. O pé de anjo. O autor do gol mais comemorado da história. O redentor de uma nação. Ou simplesmente Basílio. O camisa 8 que alegrou toda uma nação! 

Vindo da Portuguesa, Basílio chegou ao Corinthians em 1975 com a dura missão de substituir ninguém menos que Rivelino, que havia se transferido para o Fluminense.

Mal sabia esse paulistano que seria ele o autor do gol mais comemorado da história do futebol mundial. O gol do título na final do campeonato paulista de 1977, que colocou fim ao jejum de títulos que se arrastava desde 1954 (exatos 22 anos, 8 meses e 7 dias).

Basílio nunca foi um jogador de técnica apurada, grandes jogadas de efeito ou alguma outra virtude que o fizesse merecer uma convocação pra seleção brasileira. Mas aquele gol marcado no dia 13 de outubro de 1977 no terceiro jogo das finais do campeonato paulista contra a Ponte Preta fez com que ele entrasse definitivamente para a história como um dos maiores nomes do Corinthians sendo lembrado e festejado até os dias de hoje. Graças a esse gol Basílio foi apelidado pela fiel de "Pé de Anjo".

Basílio, ao comentar esse gol, diz que se "sente um escolhido de Deus, já que antes do seu chute a bola tinha sobrado para Vaguinho e Wladimir".

Ganhou ainda, em cima da mesma Ponte Preta, o título paulista de 1979.

Alguns anos antes disso, mais precisamente em 1975 num jogo contra o América de São José do Rio Preto, ao se chocar com o goleiro do time adversário Basílio sofreu uma parada respiratória e teve que ser reanimado pelo doutor Osmar de Oliveira. Se não fosse a competência do médico a fiel poderia ter perdido ali aquele que seria, dois anos depois, o herói de uma nação ao marcar o tão festejado gol.

Após sua passagem pelo Corinthians encerrou a carreira no Taubaté e virou treinador. Teve quatro passagens pelo Corinthians, sendo a primeira em um só jogo como interino no ano de 1985. A segunda passagem foi em 1987, interinamente após a demissão de Jorge Vieira. Entre 1989 e 1990 assumiu o cargo efetivamente, assim como em sua quarta passagem em 1992.

Relembre de outros ídolos que jogaram no Corinthians

O que você mais lembra do Basílio no Corinthians?

  • 1000 caracteres restantes