Cabeção, Ídolo do Corinthians

Goleiro

Cabeção

Biografia

Luiz Mario, mais conhecido como Cabeção, foi revelado pelas categorias de base do Corinthians. Subiu ao time profissional em 1950, ao lado de outros ídolos da história do Corinthians, como Luizinho, Roberto Belangero e Idário. Em seu primeiro ano no elenco profissional, acabou na reserva de Bino, vendo o título do Rio-São Paulo no banco de reservas.

Mas na temporada seguinte, acabou se tornando titular absoluto da posição. Ajudou a equipe alvinegra na conquista do Campeonato Paulista daquele ano, quebrando um jejum de títulos que já vinha há dez anos. Em 1952, com a ascensão do promissor Gilmar dos Santos Neves (que havia sido contratado na temporada anterior), o arqueiro acabou perdendo a condição de titular e viu outro título estando na reserva, desta vez o bi-campeonato Paulista em 1952.

Muitos diziam que o problema de Cabeção eram os jogos noturnos, pois ele não conseguia enxergar direito a bola. Anos mais tarde, o ídolo corinthiano afirmou que a história não passou de um mal entendido - de acordo com Cabeção, o atacante Claudio falou, em tom de brincadeira, que ele não estava enxergando bem, e alguns jornalistas acharam que era verdade.

Ele conseguiu retornar ao time titular, pois Gilmar estava constantemente servindo a Seleção Brasileira. Em 1954, Gilmar se machucou na cabeça, e Cabeção conquistou a vaga no time titular do Corinthians, e ainda foi convocado para a Copa do Mundo disputada na Suíça - na reserva de Carlos José Castilho.

Acabou sendo negociado pelo clube alvinegro ainda naquela temporada. Passou por vários clubes tradicionais do Brasil, como Portuguesa e Bangu. Retornou ao clube corinthiano em 1958, desta vez ficou mais oito temporadas com a camisa do Timão, até 1967. Se aposentou na Portuguesa Santista, clube do litoral paulista. Em 2011, muito tempo após a aposentadoria, cravou o seu nome na Calçada da Fama do Corinthians, que fica no memorial do clube.

Relembre de outros ídolos que jogaram no Corinthians

O que você mais lembra do Cabeção no Corinthians?

  • 1000 caracteres restantes