Tuffy, Ídolo do Corinthians

Goleiro

Tuffy

Biografia

Primeiro ídolo abaixo das traves do clube alvinegro, tinha enorme facilidade para pegar pênaltis, e era considerado um galã em sua época - tanto que participou do filme "Campeão Futebol", em 1931 . Segundo o livro "Timão 100 anos", de Celso Unzelte, as costeletas e a maneira de se vestir do goleiro lhe renderam o apelido de Satanás.

O goleiro Tuffy rodou por vários clubes antes de vestir a camisa corinthiana. O arqueiro nasceu no litoral paulista, em Santos, e começou a jogar profissionalmente na extinta Associação Atlética Palmeiras. Acabou sendo dispensado do clube por ter sido acusado de receber suborno em partida contra o Corinthians.

Logo depois foi para o Rio Grande do Sul, atuar com a camisa do Pelotas. Ficou pouco mais de um ano no Sul, até retornar ao litoral de São Paulo, desta vez para atuar no Santos. Sua primeira passagem pelo rival durou dois anos - de 1920 à 1922. Continuou no futebol paulista, para atuar no Esporte Clube Sírio (primeiro dono do Parque São Jorge). Ainda mais tarde passou pelo Palestra Itália e teve um breve retorno ao Santos.

Só foi chegar ao Corinthians em 1928, quando atingiu o auge de sua carreira. Formou uma defesa invejável com os zagueiros Pedro Grané e Del Debbio. Com o forte sistema defensivo, foi tricampeão Paulista em 1928, 1929 e 1930. Sua passagem pelo Timão durou quatro temporadas.

Em 1931, após sair do alvinegro, o goleiro anunciou a sua aposentadoria. Infelizmente veio a falecer no dia 4 de dezembro de 1935, com apenas 36 anos. Uma pneumonia dupla atingiu o ídolo corinthiano. Há lendas de que ele foi enterrado vestindo o manto alvinegro, no cemitério São Paulo, na Vila Madalena.

Relembre de outros ídolos que jogaram no Corinthians

O que você mais lembra do Tuffy no Corinthians?