Gilmar, Ídolo do Corinthians

Goleiro

Gilmar

Biografia

Gilmar veio a contrapeso do Jabaquara, em uma negociação que envolvia o centromédio Ciciá. Dirigentes do Corinthians não o queriam já que ele tinha sido o goleiro mais vazado do campeonato de 1950.

O seu inicio no Corinthians foi difícil e chegou a ser considerado culpado por uma derrota de 3x7 frente à Lusa.

Alguns meses após essa partida, Gilmar voltou a defender a meta alvinegra pra se consagrar como um dos maiores goleiros da história do futebol mundial e o melhor de todos os goleiros que jogaram no Corinthians.

De tão bom que Gilmar foi na meta alvinegra, torcedores levaram ao estádio uma faixa com os dizeres “Supremo guardião do campeão do centenário”, em alusão ao título do IV centenário (1954).

Graças a suas defesas, agilidade e reflexo Gilmar foi um dos responsáveis pelas conquistas do Corinthians. Defesas que fizeram com que ele chegasse à seleção brasileira, se sagrando campeão do mundo com o Brasil na Suécia, em 1958.

Após 10 anos defendendo a meta do Corinthians, Gilmar já com 31 anos, saiu do clube após brigar com o então presidente Wadih Helu e foi encerrar a carreira no time da Vila Belmiro. Mas mesmo encerrando a carreira em clube rival, Gilmar é lembrado até os dias de hoje com um dos maiores goleiros e que teve grande destaque enquanto defendeu o Corinthians.

Relembre de outros ídolos que jogaram no Corinthians

O que você mais lembra do Gilmar no Corinthians?

  • 1000 caracteres restantes