Torcedores são-paulinos acendem sinalizadores e paralisam clássico

Torcedores são-paulinos acendem sinalizadores e paralisam clássico

Por Meu Timão

1.5 mil visualizações 63 comentários Comunicar erro

Torcedores do clube da Barra Funda acenderam sinalizadores durante o clássico

Torcedores do clube da Barra Funda acenderam sinalizadores durante o clássico

Foto: Reprodução/Premiere

Torcedores do São Paulo causaram a paralisação do Majestoso deste sábado à noite, no Morumbi, pela 34ª rodada do Brasileirão, em duas ocasiões somente no primeiro tempo. O motivo? O uso de sinalizadores nas arquibancadas do estádio, palco do último clássico do Timão na temporada.

Os artefatos foram acesos pela primeira vez aos 16 minutos da etapa inicial. O árbitro Claudio Francisco Lima e Silva, então, interrompeu o andamento da partida até que os mesmos fossem apagados pelos são-paulinos. No entanto, aos 22 minutos, novos sinalizadores provocaram bastante fumaça no campo, causando assim nova parada.

A tendência é que os incidentes sejam relatados na súmula da partida. Apesar do espetáculo, o uso de sinalizadores dentro de estádios de futebol no Brasil é proibido. Recentemente, o Corinthians foi multado em R$ 36 mil pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta do problema na partida diante do Cruzeiro, no dia 8 de agosto, no Pacaembu. O clube, porém, informou que iria recorrer da decisão.

Veja Mais:

  • Antonio Roque Citadini quase não concorreu na eleição de fevereiro

    Citadini lamenta sobre eleição no Corinthians: 'Essa campanha sangrenta me tirou as chances'

    ver detalhes
  • Jean (ao centro) deve sair; lateral Romão também não convenceu comissão técnica

    Entenda por que diretoria do Corinthians ainda não se desfez de jogadores 'encostados' do elenco

    ver detalhes
  • Matheus Matias (à esq.) foi assunto na entrevista coletiva do diretor adjunto Duílio Monteiro

    Corinthians confirma porcentagem adquirida de Matheus e alerta: 'Tendência é ir devagar'

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes