Ronaldo em campo e Jucilei artilheiro: a última derrota do Corinthians para o Atlético-PR em SP

Ronaldo em campo e Jucilei artilheiro: a última derrota do Corinthians para o Atlético-PR em SP

Por Meu Timão

Jucilei e Mano Menezes eram do Corinthians em 2009

Jucilei e Mano Menezes eram do Corinthians em 2009

Foto: Agência Corinthians

O Corinthians tem um tabu a seu favor na noite desta sábado, na Arena, contra o Atlético-PR, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro: há mais de sete anos o Timão não é derrotado para os rubro-negros em jogos disputados em São Paulo.

O último revés do Corinthians como mandante para o Atlético-PR foi em 3 de outubro de 2009, em duelo válido pelo segundo turno do Brasileirão daquele ano. Os gols atleticanos foram anotados por Paulo Baier, Wallyson e Wesley.

Chama atenção que, pelo Timão, quem balançou as redes naquele oportunidade foi Jucilei, que saiu do banco de reservas. O técnico Mano Menezes havia mandado a campo a seguinte equipe: Felipe; Renato Chaves, Paulo André e Alessandro; Elias, Marcelo Mattos, Marcinho e Edno; Ronaldo, Jorge Henrique, Dentinho.

Naquela temporada, o Corinthians acabou o Brasileirão na modesta décima posição. No primeiro semestre, contudo, o Timão havia sido campeão do Paulistão e da Copa do Brasil.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Moisés assinou novo contrato até dezembro de 2019

    Corinthians renova contrato de lateral por mais dois anos

    ver detalhes
  • Cássio (à dir.) foi apresentado como reforço do Corinthians ao lado de Felipe, hoje no Porto

    'Nunca me imaginei jogando no Corinthians': Cássio conta bastidores da chegada ao Timão

    ver detalhes
  • Torcedores seguem se associando ao Corinthians

    Em nova atualização do Fiel Torcedor, número de sócios do Corinthians segue crescendo

    ver detalhes
  • Arena Corinthians pode ser palco de torneio de pré-temporada em 2018

    Copa-2018 e troca de gramado deixam Corinthians cauteloso sobre torneio de pré-temporada na Arena

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes