Dois meses após deixar Corinthians, ex-diretor detona Alessandro

72 mil visualizações 165 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Edu Ferreira pediu demissão após se sentir traído por Alessandro

Edu Ferreira pediu demissão após se sentir traído por Alessandro

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Um dos dirigentes que passou pelo Corinthians durante a gestão de Roberto de Andrade à frente do clube quebrou o silêncio e detonou o atual gerente de futebol Alessandro Nunes. Em entrevista publicada nesta terça-feira pelo portal Globoesporte.com, Eduardo Ferreira, ex-diretor-adjunto, disse ter se sentido traído pelo ex-lateral. Tudo por conta da contratação do técnico Oswaldo de Oliveira, que não foi comunicada ao então dirigente.

"É minha maior decepção. Se você pegar entrevistas minhas, parecia que o Alessandro não sabia. Eu desabafei com ele antes de viajar e em Cuiabá (para o jogo contra o Santa Cruz). Depois fiquei sabendo que ele sabia de tudo o que estava acontecendo. Ele participou da contratação. Para mim, foi uma traição. Uma grande decepção. Falei por cima com ele, mas uma pessoa desse tipo não quero nem perto de mim mais", relatou.

"Foi um momento muito ruim naquela semana, porque fiquei sabendo por outras pessoas que o Oswaldo estava vindo. Lembro que dias antes do meu último jogo, contra o Santa Cruz, em Cuiabá, fui atrás de algumas coisas que chegaram a mim e vi que foi o modo errado. Estava conversando com Alessandro e Fábio, que iria até o final do ano com ele. Aí, sim, no fim do ano teria um treinador. Mas foi uma surpresa, sim, uma decepção, mas a vida segue. É o futebol", completou.

De fato, o presidente Roberto de Andrade, ao demitir Cristóvão Borges, afirmou à imprensa que Fábio Carille seria mantido como treinador do Corinthians até o fim de 2016. Semanas depois, sem suportar a pressão dos bastidores alvinegros, o mandatário negociou por conta própria a contratação de Oswaldo de Oliveira.

"Não é que eu não queria o Oswaldo. O nome dele não chegou a ser comentado comigo. No começo de outubro, ficou definido que iríamos com o grupo atual até o fim do ano. Fizemos uma reunião com o Fábio Carille sobre isso. Não fui consultado que chegaria o Oswaldo ou outro treinador. Fiquei muito chateado e magoado. Foi a gota d´água. Mas já passou, conversei com o Roberto", acrescentou Eduardo Ferreira.

Chama atenção o fato de Alessandro ser hoje um dos dirigentes mais contestados no Parque São Jorge. Conselheiros de oposição e até situação vêm pressionando Roberto de Andrade pela demissão do atual gerente de futebol. A torcida alvinegra, conforme apontado em enquete do Meu Timão, está bastante dividida a respeito do assunto.

Veja mais em: Alessandro e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado

    Corinthians deixa G4 e pode perder posição até o fim da rodada do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Tiago Nunes negou um suposto interesse do Corinthians para a próxima temporada

    Tiago Nunes ressalta respeito a Carille e nega contato com o Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Há quanto tempo o Corinthians não joga bem?

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: