Torcedores do Corinthians relatam confusão com PM em Taubaté em jogo da Copinha

Torcedores do Corinthians relatam confusão com PM em Taubaté em jogo da Copinha

60 mil visualizações 71 comentários Comunicar erro

Quem acha que os problemas entre torcedores e policiais acontecem apenas nos jogos profissionais, está muito enganado. Uma confusão, com direito a bomba e gás de pimenta, marcou o jogo entre Pinheiro e Corinthians, no interior de São Paulo, na noite desta quarta-feira pela Copa São Paulo de Futebol Júnior.

A confusão aconteceu do lado de fora do estádio Joaquim de Morais Filho, conhecido como Joaquinzão, em Taubaté. Os torcedores do Corinthians foram impedidos de adentrar o local pelo portal principal e foram direcionados para um portão na parte de trás do local. A confusão se iniciou aí.

Ao chegar no determinado portão, os torcedores o encontraram fechado e com a Polícia Militar barrando a entrada dos mesmos, sem nenhuma explicação. O jogo do Timãozinho começou na parte interna do estádio e os torcedores seguiram do lado de fora.

"Nós chegamos com o jogo já começado e não nos deixaram entrar pelo portão principal do estádio. O que me faz perguntar, por que em um jogo entre Corinthians e um time do Maranhão, que obviamente não iria ter torcida adversária no estádio, eles não facilitaram e diluíram o público em mais de um portão?", questiona um torcedor em entrevista ao Meu Timão, que pediu para não ser identificado por medo de represálias.

"Mandaram os torcedores darem a volta e entrar pelo outro lado. Ao chegar lá, mais de mil torcedores e a polícia barrando a entrada. Não tem santo em nenhum lado da história, tem torcedor que quer caçar confusão", relatou.

Portão do estádio ficou fechado mesmo após o início da partida

Portão do estádio ficou fechado mesmo após o início da partida

Reprodução

Após pressão por parte dos torcedores, que ouviram do lado de fora que o Timão já marcava gols, os policiais de dentro do estádio resolveram agir.

"Os policiais vieram para cima com bomba e gás de pimenta. Um estilhaço de bomba pegou no rosto de um amigo, que caminhava na minha frente. Voltamos para o portão principal e entramos já no final do primeiro tempo", relata o torcedor. "Eu vou em vários jogos e é sempre a mesma coisa: PM despreparada, agindo com covardia e desrespeito com os torcedores", finaliza, reforçando um cenário que já se tornou comum no futebol brasileiro.

Um relato muito parecido foi divulgado por um usuário aqui do Meu Timão no Fórum. O torcedor Julio MFM (@julio.mfm) fez um grande desabafo sobre sua experiência para acompanhar o jogo do Timão na Copinha. Com 60 anos de idade, o torcedor foi ao estádio acompanhado de seu filho de 28 anos e seu neto de seis e acabou sendo alvo das bombas e do gás de pimenta no meio da confusão.

Julio também foi impedido de entrar no estádio pelo portão principal e precisou dar a volta para chegar na entrada da parte de trás do Joaquinzão. "Quando nos deparamos com outra multidão na frente de um portão imenso, com crianças, mulheres, como é no interior...não sei precisar, mas somente ali haviam umas 3 mil pessoas fácil, o jogo rolando e o portão fechado", relatou.

No local, segundo Julio, haviam duas viaturas da PM com os policias apenas observando o tumulto aumentar. Com o início do jogo e a marcação dos gols do Timão, a torcida passou a ficar mais impaciente com o portão fechado. Julio conta que os torcedores puxaram um coro de "abre, abre", mas nada foi feito.

"E aí, do nada, sem motivo algum, de dentro do estádio, policiais pessimamente mal preparados e junto com os responsáveis do estádio (...) jogaram bomba e gás de pimenta sem que nada houvesse ocorrido", explicou.

Torcedores se afastam após PM jogar bomba e gás de pimenta

Torcedores se afastam após PM jogar bomba e gás de pimenta

Reprodução

Julio ainda conta que ao sair do local da confusão, encontrou com policiais que estavam do lado externo do estádio e pediu ajuda. O policial, irritado, o mandou acompanhar o jogo pela televisão. Os torcedores que conseguiram entrar no estádio após a confusão, pelo portão principal, acompanharam a vitória do Corinthians por 6 a 0.

O Meu Timão procurou a Federação Paulista de Futebol (FPF), responsável pela organização da Copa São Paulo de Futebol Júnior, e a assessoria da Polícia Militar de São Paulo, para posicionamentos de ambos sobre o ocorrido. Até o momento da publicação desta matéria, nenhuma das partes havia respondido aos contatos.

O Corinthians volta a campo nesta sexta-feira, dia 6, no mesmo estádio em Taubaté. O adversário desta vez será o Operário (MS), às 21h.

Veja mais em: Copinha e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes
  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes