Corinthians goleia Operário e garante classificação antecipada na Copa São Paulo

Corinthians Corinthians 4 x 0 Operário Operário

Copa São Paulo 2017

Corinthians goleia Operário e garante classificação antecipada na Copa São Paulo

Com bela atuação de Pedrinho, Timão goleou Operário e obteve avanço com um jogo de antecedência

Com bela atuação de Pedrinho, Timão goleou Operário e obteve avanço com um jogo de antecedência

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O Corinthians está classificado para a segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2017. Após estrear com o pé direito, a equipe alvinegra derrotou o Operário-MS na noite desta sexta-feira, no estádio Joaquim de Moraes Filho, em Taubaté-SP, por 4 a 0. Dessa forma, o Timão garante o avanço à próxima etapa mesmo com uma rodada a disputar.

Os gols do Corinthians foram marcados por Carlinhos (dois), Pedrinho e Guilherme Mantuan. Com o triunfo, o time do Parque São Jorge assegura ao menos a segunda colocação da chave 17 ao término da fase de grupos. Taubaté, também com seis pontos, tem saldo de gols inferior. Os dois, aliás, medem forças já no domingo, às 17h (de Brasília), novamente no Joaquinzão.

PEDRINHO É O NOME DELE

O Corinthians não demorou a notar a diferença técnica entre o Pinheiro-MA, seu adversário na estreia da Copinha, e o Operário. O time do Mato Grosso do Sul tinha organização defensiva e abusava dos contra-ataques, principalmente pelo setor esquerdo. Ainda assim, quem chegou pela primeira vez ao gol foi o Timão.

Aos seis minutos do primeiro tempo, Fabrício Oya se mandou pela esquerda e tocou para Guilherme Romão, que fazia a ultrapassagem. O jovem ala cruzou rasteiro e obrigou a defesa rival afastar o perigo. Na jogada seguinte, Marquinhos recebeu bom passe dentro da área, mas finalizou fraco, sem muitas dificuldades para o goleiro Macarrão.

Embalado pela Fiel presente no Joaquinzão, o Corinthians passou a ocupar mais o campo ofensivo e voltou a levar perigo contra a meta adversária. Aos 19 minutos, em bela cobrança de falta de Romão, o arqueiro do Operário espalmou para o canto esquerdo. Na sequência, defesa à queima-roupa, desta vez no rebote do atacante Pedrinho.

Aos 31, contudo, o bom goleiro do Operário não conseguiu evitar o primeiro gol do atual vice-campeão da Copinha. Tudo começou na bela jogada do camisa 9 do Timão Carlinhos, que puxou rápido contra-ataque pelo meio – com direito a lençol em um e meia-lua em outro –, invadiu a área e bateu forte. Na sobra, Pedrinho só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede.

Pedrinho abriu o placar para o Corinthians

Pedrinho abriu o placar para o Corinthians

Reprodução/TV

“Realmente ele (Carlinhos) fez uma bela jogada. Foi uma bela participação dele, eu fui acompanhando bem e pude fazer o gol para dedicar à minha mãe, ao meu pai, à minha família inteira”, comemorou o meia-atacante Pedrinho, que já havia deixado o dele na goleada sobre o Pinheiro, na descida para o vestiário.

CHOCOLATE PRETO E BRANCO

O torcedor mais atrasado acabou perdendo o segundo gol do Corinthians em Taubaté. Isso porque aos 50 segundos do período complementar, após lindo passe de Guilherme Mantuan, Carlinhos dominou na entrada da área e tirou do goleiro com categoria, ampliando para a equipe do Parque São Jorge.

Carlinhos ampliou para o Timãozinho

Carlinhos ampliou para o Timãozinho

Reprodução/TV

Mesmo com a marcação do Operário, o Timão dava conta do recado e tinha o domínio da partida. Aos 16 minutos, coube a Carlinhos marcar o segundo dele no confronto, o terceiro do maior campeão da Copa São Paulo – Mantuan deu belo lançamento para Fabricio Oya, que tocou para o camisa 9. Livre, o centroavante driblou o goleiro e finalizou sem dificuldades.

Camisa 9 do Corinthians, Carlinhos voltou a marcar diante do Operário

Camisa 9 do Corinthians, Carlinhos voltou a marcar diante do Operário

Reprodução/TV

Com 3 a 0 no placar, Osmar Loss optou por rodar o time e promoveu sua primeira alteração: sacou Pedrinho e deu chance a Vitinho, considerado promessa das categorias de base do clube. No lance seguinte à mudança, Mantuan, que pouco aparecia no ataque, chamou a responsabilidade e fez mais um: recebeu na ponta-esquerda, dominou com facilidade e meteu no ângulo esquerdo de Macarrão, já rendido no lance.

A essa altura, o Timão fazia do embate no interior de São Paulo treinamento, explorando a troca de passes e a velocidade dos alas. Loss, inclusive, colocou Guedes, Carlos, Franklin, Lucas Amorim e Zé Gabriel em campo, utilizado assim as seis alterações a que tinha direito. Sem tempo para mais nada, o árbitro deu fim ao chocolate alvinegro: 4 a 0.

ESCALAÇÕES

Corinthians: Filipe, Samuel, Vinicius Del'Amore, Thiago e Guilherme Romão; Renan Areias, Mantuan, Marquinhos, Fabricio Oya e Pedrinho. Técnico: Osmar Loss

Operário-MS: Lucas Macarrão; Caio, Matheus Cuíca, João Vitor e Wender; Patrick, Juninho, Bruninho, Marlon e Elorhan; Rodrigo Bê. Técnico: Paulo Rezende

GOLS DA PARTIDA

Veja mais em: Copinha e Base do Corinthians.

Comente a partida entre Corinthians e Operário

  • 1000 caracteres restantes