Flávio Adauto fala sobre Jadson: 'Quando não tiver vínculo vamos conversar'

Flávio Adauto fala sobre Jadson: 'Quando não tiver vínculo vamos conversar'

Por Meu Timão

4.2 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

Flávio Adauto ressalta vínculo de Jadson na China como empecilho para sua volta ao Brasil

Flávio Adauto ressalta vínculo de Jadson na China como empecilho para sua volta ao Brasil

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

A frente das mudanças no elenco do Corinthians na temporada de 2017, o diretor de futebol Flávio Adauto esclareceu a procura da equipe alvinegra pelo meia Jadson neste sábado. Segundo o dirigente, enquanto o jogador tiver vínculo no futebol chinês, onde atua pelo Tianjin Quanjian, as negociações não devem ser iniciadas pelo Timão.

"Não tenho atualizações. Vamos falar, se for o caso, quando nos for dito que ele não tem vínculo com ninguém. Quem inicia todas essas conversações é o Alessandro, que tem confiança total para fazer as negociações. Muita coisa que ele inicia ele nem passa à frente. São dezenas, todas as semanas, de nomes, que guardamos, passamos pro Cifut, perguntamos ao técnico, falamos com o presidente. O Jadson tem vínculo. Quando não tiver vínculo vamos conversar", contou o diretor durante entrevista coletiva concedida no CT Joaquim Grava – destacando o papel do gerente de futebol do clube, Alessandro Nunes.

Tendo contrato válido na China até dezembro de 2017, as chances do jogador retornar ao Brasil continuam em aberto. Enquanto o seu atual clube busca grandes nomes do futebol mundial para a atual temporada, o nome de Jadson pode ser descartado do elenco devido ao limite de estrangeiros no time. Caso o meia seja “descartado” pelos chineses, sua volta ao futebol brasileiro se tornaria viável – como é desejo da maioria dos torcedores corinthianos.

Relacionando a busca por Jadson a do meia Wagner, que não teve um fim positivo para a equipe alvinegra, o diretor de futebol comentou os empecilhos que uma transferência pode causar. Reafirmando o entrave que barra as negociações com o jogador, o dirigente garantiu que torce por um acerto.

"Me foi perguntado sobre o Wagner e respondi afirmativamente. Sobre o Jadson também. Depois me alertaram que não era por aí, que faltava uma série de coisas. Para consolidar uma transferência leva um tempo, por isso tenho essa preocupação. Sei que há por trás daquilo que falamos milhões de pessoas. Estou torcendo muito para que haja o acerto, temos que esperar para ver o que acontecerá. Se tem entrave, se não tem. Você não sabe o final, o que vai acontecer. Por isso que não falamos muito sobre negociações em andamento", finalizou Flávio Adauto.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Flávio Adauto e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Osmar Loss já escalou o Corinthians em seu primeiro treino como técnico da equipe

    Osmar Loss indica primeira escalação como técnico do Corinthians para pegar Millonarios

    ver detalhes
  • Osmar Loss conversa com o goleiro Walter em seu primeiro dia como treinador do Corinthians

    Loss relaciona 18 jogadores para Corinthians x Millonarios; veja lista

    ver detalhes
  • Carille se despediu em entrevista concedida num hotel em São Paulo

    Carille detalha negociações com árabes, minimiza aspecto financeiro e explica fala do pai

    ver detalhes
  • Dupla foi chamada para amistoso entre Paraguai e Japão

    Dupla paraguaia é convocada para amistoso e vira desfalque para o Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes