Corinthians desiste da contratação de Pottker; diretoria explica motivos

Corinthians desiste da contratação de Pottker; diretoria explica motivos

Por Meu Timão

Pottker entrou em campo pela Ponte Preta contra o Campinense pela Copa do Brasil

Pottker entrou em campo pela Ponte Preta contra o Campinense pela Copa do Brasil

Foto: Reprodução/TV

O Corinthians desistiu da contratação do atacante William Pottker, da Ponte Preta. A diretoria do Timão anunciou a novidade na noite desta quarta-feira, assim que a delegação chegou ao estádio Ronaldão, em Poços de Caldas, onde a equipe disputa o jogo eliminatória da primeira fase da Copa do Brasil contra a Caldense.

"A partir deste momento, oficialmente, a gente não toca mais nesse assunto. Tínhamos tudo praticamente decidido para integrá-lo no Corinthians a partir do Campeonato Paulista, era um acordo. Como a Ponte Preta colocou o jogador hoje, consultamos às 16h, às 19h, o Corinthians a partir desse momento esquece esse assunto. Desejo que ele tenha uma sequência brilhante na Ponte Preta. Com a inclusão dele na Copa do Brasil e com certeza será incluído na Copa Sul-Americana, o Corinthians não vai ficar esperando", disse o diretor de futebol Flávio Adauto.

Pottker estava acertado verbalmente com o Corinthians desde o mês passado. Apesar de o Timão querer o atacante já para o início do Campeonato Paulista, a diretoria cedeu em meio à negociação com a Ponte Preta e aceitou liberá-lo para defender a equipe campineira no Estadual. Assim, o atleta chegaria ao CT Joaquim Grava em maio.

O problema se deu com a escalação de Pottker pela Ponte Preta no jogo desta quarta contra o Campinense, pela Copa do Brasil, conforme já havia sido antecipado pelo Meu Timão no último sábado. De acordo com o regulamento do torneio, um atleta não pode defender dois clubes diferentes em uma mesma edição da competição. Ou seja, Pottker chegaria ao Corinthians já como desfalque certo para a Copa do Brasil.

"Não houve traição de lado nenhum. Havia um acordo a respeito do Campeonato Paulista. Aceitávamos a negociação se o atleta jogasse o Paulista. Nós conversamos e dissemos: não nos interessará continuar a negociação se o atleta não continuar na Copa do Brasil", acrescentou Adauto.

A Ponte Preta, por outro lado, adotou tom irônico para se posicionar a respeito da situação: "A Ponte não foi comunicada oficialmente pelo Corinthians sobre a desistência de um possível negócio que também não estava fechado", informando que, oficialmente, não houve nada.

Chama atenção o fato de a diretoria do Corinthians e o empresário Fernando Garcia, que agencia a carreira de Pottker, terem pedido à Ponte Preta para que o atleta não jogasse pelo clube de Campinas na Copa do Brasil. A solicitação, contudo, não foi atendida.

Artilheiro da última edição do Campeonato Brasileiro, William Pottker era considerado internamente um dos grandes reforços do Corinthians para a temporada. A tendência agora é a diretoria somente buscar um substituto no mercado da bola após o Paulistão.

Em tempo: apesar de a Ponte Preta ter atrapalhado os planos do Corinthians no que diz respeito a Pottker, o clube do Parque São Jorge mantém, por ora, o zagueiro Yago e o atacante Lucca emprestados à equipe de Campinas. O Timão, aliás, ajuda o clube do interior ao pagar parte dos salários da dupla.

"O Corinthians deu para a Ponte Preta o Yago e o Lucca? O Corinthians não deu nada. Totalmente separadas as duas situações. A Ponte Preta não traiu ninguém. Apenas não concordamos em prosseguir em ter um jogador na Copa do Brasil", concluiu Adauto.

Veja mais em: Mercado da bola e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Kazim terá nova oportunidade como titular diante do Palmeiras

    Em treino aberto na Arena, Carille define novo Corinthians para clássico

    ver detalhes
  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes