Linha do tempo e opiniões de conselheiros: tudo sobre o tema impeachment no Corinthians

107 mil visualizações 184 comentários Comunicar erro

Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

Marcelo Machado/Ag. Corinthians

O Corinthians passará, nesta segunda-feira à noite, por mais um momento importante da política do clube. No Parque São Jorge, o Conselho Deliberativo do Timão votará sobre o requerimento de destituição do presidente Roberto de Andrade. Será decidido se o processo de impeachment seguirá para uma Assembleia dos sócios ou será encerrado de uma vez por todas. Se o CD optar pela saída do mandatário, ele será afastado temporariamente - André Luiz de Oliveira, o André Negão, primeiro vice, assume interinamente (mais detalhes abaixo).

Por conta disso, o Meu Timão preparou uma espécie de dossiê para o torcedor corintiano ficar por dentro do processo. Abaixo, há uma linha do tempo com tudo o que aconteceu desde que foi protocolado o pedido de destituição, declarações de conselheiro contrário e favorável. Acompanhe:

LINHA DO TEMPO

22/11/2016
Grupo de conselheiros protocola requerimento de pedido de impeachment. O principal argumento utilizado pelos opositores é: assinaturas que Roberto de Andrade fez como presidente do Corinthians antes mesmo de assumir o cargo. Tais denúncias foram feitas pela Revista Época no mês anterior e negadas pelo mandatário corintiano. Elas dizem respeito a uma ata de reunião do Fundo Arena e contrato da administração do estacionamento da Arena.

22/11/2016
Comissão de Ética do Corinthians recebe pedido de impeachment contra Roberto de Andrade. O processo é encaminhado por Guilherme Strenger, presidente do Conselho.

2/12/2016
Roberto de Andrade quebra o silêncio e vai à imprensa negar boatos de que renunciaria ao cargo de presidente. "Pode escrever aí: vou até o fim do meu mandato", diz.

Roberto de Andrade pode ser afastado do cargo de presidente nesta segunda

Roberto de Andrade pode ser afastado da presidência nesta segunda

Meu Timão

8/12/2016
Roberto de Andrade entrega a defesa do processo de impeachment. Ele nega fraude nos contratos da Arena Corinthians. O mandatário separa documentos e troca de e-mails que sustentariam sua versão.

16/1/2017
Ocorre no Parque São Jorge sessão destinada a testemunhas das assinaturas de contrato de Roberto de Andrade. O presidente cancela seu depoimento por entender ser desnecessário - as justificativas dadas pelo presidente à Polícia Civil foram anexadas na ação.

7/2/2017
Guilherme Strenger, presidente do Conselho Deliberativo, marca para dia 20 de fevereiro a votação dos conselheiros a respeito do requerimento de destituição de Roberto de Andrade. Documentos de 28 páginas cada são entregues aos conselheiros para ficarem por dentro do processo de impeachment e, assim, decidirem seu voto.

ENTENDA O PROCESSO, PASSO A PASSO:

Após parecer da Comissão de Ética, que pediu apenas uma advertência a Roberto de Andrade pelas assinaturas antecipadas dos contratos, chegou a vez do Conselho Deliberativo dar seu veredicto. Na noite desta segunda-feira, os conselheiros votarão pela continuação ou não do processo de impeachment. Se a maioria optar pelo "não", o processo para por aí. Se a maioria optar pelo "sim", Roberto será afastado de forma temporária, assumindo nesse período o primeiro vice, André Luiz de Oliveira, o André Negão. Posteriormente, será convocada uma Assembléia Geral dos Sócios para uma nova votação sobre a destituição ou não. Será a última e decisiva votação. Se de fato houver afastamento do atual mandatário, quem assumirá é André Negão, que recentemente teve seu nome ligado à operação Lava Jato. Em cerca de 40 dias, o Conselho Deliberativo realizará uma nova eleição presidencial, cujo o vencedor ficará no cargo até fevereiro de 2018, quando haverá o pleito que definirá quem comandará o clube no triênio 2015-2018.

André Negão é o vice de Roberto de Andrade

André Negão é o primeiro vice de Roberto de Andrade

Divulgação

FAVORÁVEL AO IMPEACHMENT:

Ricardo Maritan, que é conselheiro, explicou os motivos de ser favorável a saída de Roberto de Andrade do cargo de presidente do Corinthians:

"Além de ter assinado dois documentos, retroativamente, em datas anteriores a sua posse, tais documentos foram prejudiciais sim ao Corinthians. A administração está muito aquém do mínimo aceitável que se espera de uma Diretoria do Sport Club Corinthians Paulista. Recorrentes são os atrasos no pagamento de salários e fornecedores, mesmo tendo arrecadação recorde, no ano passado. O presidente é omisso e ausente. Não comparece nos principais eventos do clube, não nomeia a diretoria deixando vários cargos vagos por muito tempo, não dá expediente no clube com regularidade, além de ter se aliado e convidado para a diretoria ex-diretores da era Dualib, que tanto combatemos no extinto movimento Renovação e Transparência".

Ricardo Maritan é conselheiro do Corinthians

Ricardo Maritan é a favor da saída de Roberto de Andrade

Arquivo pessoal

CONTRÁRIO AO IMPEACHMENT:

Paulo Sérgio Daud, que é conselheiro, explicou os motivos de ser contrário a saída de Roberto de Andrade no cargo de presidente do Corinthians:

"O motivo apresentado na solicitação de impeachment do presidente não justifica o mesmo. Esta é a principal razão por eu ser contrário ao impeachment, apesar da administração não ser das melhores, muito pelo contrário. Não há justificativa para o impeachment. Não tenho a menor dúvida de que estão pegando um fato menor para tentar derrubá-lo. Eu acho que ele deveria mostrar mais a cara, se defender melhor, aparecer nas reuniões do Conselho. Mas ele não faz isso, o que motiva ainda mais as pessoas a tentarem derrubá-lo. Eu acho que o Roberto demorou para mexer na relação do Corinthians com a Arena. Ali está a maior pedra do sapato do clube. O Fundo parece ter o controle de tudo, apesar de ser um mistério o contrato. Ninguém manda, ninguém assina, ninguém sabe... Isso precisa ser melhor esclarecido. Eu passo parte dessa responsabilidade ao Conselho e ao presidente do Conselho, porque ninguém fez nada para mudar essa situação ao longo de muito tempo"

Paulo Daud é conselheiro do Corinthians

Paulo Sérgio Daud é contra a saída de Roberto de Andrade

Arquivo pessoal

Veja mais em: Impeachment.

Veja Mais:

  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Jogadoras do Corinthians Feminino se classificaram em primeiro lugar para as quartas de final

    Corinthians conhece adversário das quartas de final da Libertadores Feminina; saiba os detalhes

    ver detalhes
  • Corinthians leva a virada e perde para o Cruzeiro por 2 a 1 em Itaquera; Carille foi expulso no segundo tempo

    Corinthians não consegue afastar crise e perde de virada para o Cruzeiro pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes

Comente a notícia: