Em alta no Corinthians, Carille se lembra de quando recusou se tornar empresário de atletas

Em alta no Corinthians, Carille se lembra de quando recusou se tornar empresário de atletas

Por Meu Timão

3.7 mil visualizações 27 comentários Comunicar erro

Carille poderia ter trocado a carreira de jogador pela de empresário no início dos anos 2000

Carille poderia ter trocado a carreira de jogador pela de empresário no início dos anos 2000

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Hoje dono de um trabalho no mínimo animador como técnico à frente do Corinthians (dez jogos em 2017, com oito vitórias, um empate e apenas uma derrota), Fábio Carille poderia ter se tornado agente de jogadores. Quem revelou o episódio foi o próprio treinador do Timão, em entrevista ao site da Espn.

De acordo com Carille, ele recebeu convites no ano de 2000 oriundos de jovens colegas de clube, da época em que jogava no Juventus. O treinador do Corinthians, vale destacar, foi atleta profissional de 1992 a 2007.

"Foi no ano de 2000. Eu jogava no Juventus e alguns atletas do time de juniores do clube me pediram para que eu pegasse a carreira deles como empresário, mas eu não tinha confiança para fazer isso. Eu era somente um jogador", explicou.

"Eles insistiram pela confiança que tinham em mim, pelo meu jeito de ser, pelo que viam de mim no dia a dia. Mas eu não tinha jeito para isso", completou.

Apesar de não ter se tornado empresário, Carille se aproveitou dos convites feitos pela garotada do Juventus para tomar um rumo em sua vida profissional: decidiu se dedicar aos estudos para um dia então se tornar treinador de futebol.

"Foi aí que pensei: 'Estou com 27 para 28 anos e preciso direcionar minha vida'. Foi naquele momento que coloquei na minha cabeça que seria técnico de futebol. A partir daí comecei a fazer cursos, ler livros, conversar com amigos que estavam na Europa sobre esse trabalho. Parei de jogar em 2007, mas a ideia de ser técnico começou em 2000", lembrou.

Fábio Carille iniciou estágios e demais estudos com alguns treinadores renomados antes mesmo de pendurar as chuteiras. Foram seus professores técnicos como Vanderlei Luxemburgo, Mano Menezes e Tite - os dois últimos foram auxiliados por Carille no Corinthians ao longo da última década.

Veja mais em: Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Jair Ventura conheceu sua segunda derrota em seu segundo clássico pelo Corinthians

    Corinthians alimenta fantasma de 14 anos em sequência de clássicos desastrosa pós-Carille

    ver detalhes
  • Corinthians de Pedrinho e Gabriel está ladeira abaixo no Brasileirão-2018

    Trio pontua, embola briga contra rebaixamento e ameaça Corinthians; veja classificação

    ver detalhes
  • Jair comandou treino do Timão na manhã deste domingo

    Com presença dos poupados em clássico, Jair inicia preparação para decisão contra o Cruzeiro

    ver detalhes
  • Um alerta palmeirense ao Corinthians

    [Lucas Faraldo] Um alerta palmeirense ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes