Zagueiro da base do Corinthians celebra treino com a Seleção Brasileira

Zagueiro da base do Corinthians celebra treino com a Seleção Brasileira

Por Meu Timão

3.8 mil visualizações 16 comentários Comunicar erro

Franklin (primeiro à dir.) treinou com a Seleção Brasileira no CT Joaquim Grava

Franklin (primeiro à dir.) treinou com a Seleção Brasileira no CT Joaquim Grava

Reprodução / Twitter

Entre os seis jogadores da base do Corinthians que treinaram com a Seleção Brasileira no CT Joaquim Grava, na última segunda-feira, o zagueiro Franklin comemorou a grande oportunidade. Campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2017, o jogador de 18 anos foi chamado pelo técnico Tite para participar da atividade da equipe nacional ao lado de Guilherme Romão, Mantuan, Marquinhos, Nathan e Rodrigo Figueiredo.

“Fiquei sabendo na sexta-feira e passei o fim de semana inteiro ansioso para chegar logo o dia, não consegui dormir de domingo para segunda, aí no treino foi tudo tranquilo”, contou o zagueiro em entrevista ao portal Torcedores.com.

Frankilin esteve presente na Arena Corinthians na última quinta-feira, durante o empate de 1 a 1 do Corinthians contra o Red Bull Brasil, e comentou a sua reação ao descobrir o chamado do ex-técnico do Timão. “Primeira coisa foi ligar para meu pai, mas ele não atendia. Aí avisei minha mãe e minha namorada, saímos para comemorar e comer comida japonesa”, completou o jogador.

Mesmo com a experiência na Seleção Brasileira, o zagueiro não pensa em pular etapas em sua formação no Corinthians. Questionado sobre um possível futuro entre os profissionais do clube do Parque São Jorge, Negão, como é conhecido entre os companheiros do time de juniores, garantiu que ainda tem muito o que aprender.

“Tenho para queimar na base ainda, muito o que aprender, apesar de estar quase sempre treinando no profissional”, garantiu o jovem atleta.

Por fim, Franklin falou um pouco sobre suas origens. O zagueiro sustenta um sobrenome diferente: Joseph Tochukwu, vindo diretamente da África. “Meu pai é nigeriano, nasceu lá e veio para o Brasil com 20 anos, está aqui há quase 23 anos. Ele veio morar e trabalhar aqui porque lá as coisas são difíceis, veio procurar uma vida melhor. Eu nunca fui para lá, a última vez que tentei deu errado, teve ataque”, finalizou.

Veja mais em: Base do Corinthians e Corinthianos na Seleção.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: veja quem chega e quem sai do clube para 2019

    ver detalhes
  • Sergio Díaz é bem cotado no Corinthians para 2019

    Corinthians confia em boom de Sergio Díaz e já projeta mantê-lo; veja operação financeira

    ver detalhes
  • Corinthians pode perder Romero de graça para o Internacional em 2019

    Ainda sem acordo por renovação no Timão, Romero negocia pré-contrato com o Internacional

    ver detalhes
  • Ramiro possui contrato com Grêmio até 2021; Timão contatou pai do atleta

    Corinthians consulta pai de Ramiro, do Grêmio, e mostra interesse no meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes