Carille analisa proposta contra o Botafogo-SP e 'cala' críticos: 'Não me preocupo'

Carille analisa proposta contra o Botafogo-SP e 'cala' críticos: 'Não me preocupo'

Por Meu Timão

5.5 mil visualizações 67 comentários Comunicar erro

Carille comentou a expectativa para a partida contra o Botafogo-SP, deste domingo

Carille comentou a expectativa para a partida contra o Botafogo-SP, deste domingo

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Depois de um empate sem gols contra o Botafogo-SP, na partida de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, o técnico do Corinthians, Fábio Carille, já esboçou a expectativa para os últimos 90 minutos do confronto, que acontece neste domingo, às 16h (de Brasília). O treinador comentou a proposta da equipe alvinegra na briga pela classificação do estadual e fez questão de afastar preocupação sobre as críticas que recebe pelo comando do Timão.

Contando com a grande decisão na Arena Corinthians, que pode seguir para os pênaltis em caso de empate, Carille demonstrou estar consciente sobre a postura que o adversário de Ribeirão Preto. Segundo ele, a equipe do Parque São Jorge não medirá esforços na parte defensiva, prevendo que o Botafogo-SP agirá sobre os erros do Timão.

Botafogo não vem para os pênaltis, vem para jogar no nosso erro e tentar vencer. Francis jogador de velocidade, fazem muita ligação direta. Estão pensando mais do que levar para os pênaltis (...) Maior preocupação é estarmos concentrados na parte defensiva. Fazem ligação direta e vão forçar nosso erro. Não podemos ser surpreendidos no contra-ataque”, comentou o Carille durante entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, nesta sexta-feira.

Voltando a analisar a atuação do Corinthians no empate de 0 a 0 em Ribeirão Preto, Carille frisou a má condição do campo do estádio Santa Cruz. O técnico admitiu que a partida não foi boa em relação ao desempenho, principalmente, pela decisão do time adversário de não molhar o gramado do jogo.

Nada deu certo para nós em Ribeirão, alguns jogadores do Botafogo falaram que não deu certo para eles também. Preferiram não molhar o gramado. Foi um jogo feio. Se a gente melhorar o passe simples, nossa equipe cresce muito e fica mais perigosa”, completou.

Promovido a técnico do Corinthians em dezembro de 2016, após quase nove anos atuando como auxiliar no clube, Carille admitiu que lida com muita pressão em sua nova função. Porém, questionado sobre as críticas que vem recebendo desde o início de seu comando, o treinador garantiu que a situação não o preocupa e que a resposta virá sempre no campo.

Não posso e não me preocupo. A pressão vem desde o jogo do Vasco, na Florida (durante a pré-temporada). Falavam que não ia ficar dois jogos. Não leio, mas as coisas chegam. Olho no olho de todos. Dia a dia. Quarta já tem Copa do Brasil, não posso ficar me preocupando”, finalizou Carille.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Andrés Sanchez mostrou incômodo com postura dos empresários de Balbuena

    Andrés Sanchez critica empresários de Balbuena em entrevista a jornal português

    ver detalhes
  • Timão pode erguer troféu da Liga Ouro já na sexta-feira, na casa do São José

    Corinthians vence batalha com quatro prorrogações e fica a uma vitória do título da Liga Ouro

    ver detalhes
  • Maioria dos titulares de Loss já completou sétimo jogo no BR; Cássio e Fagner, sequer seis

    Doze corinthianos já completaram sete jogos no Brasileirão; veja quem ainda pode se transferir

    ver detalhes
  • Caetano tem 18 anos e estava no Botafogo

    Corinthians acerta contratação de zagueiro indicado por Barroca, técnico do Sub-20

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes