Experiente, Rodriguinho relembra dificuldades na chegada ao Corinthians e comemora auge

Experiente, Rodriguinho relembra dificuldades na chegada ao Corinthians e comemora auge

Por Meu Timão

2.4 mil visualizações 27 comentários Comunicar erro

Decisivo para o Corinthians, meia foi convocado por Tite

Decisivo para o Corinthians, meia foi convocado por Tite

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Destacando-se no América Mineiro, Rodriguinho desembarcou no Corinthians cercado de expectativa. Atual campeão do mundo, a equipe passava por um período de transição, tendo sido eliminada da Copa do Brasil dias antes do anúncio do meia. Mesmo com o momento contestável, ainda era um grupo multicampeão e de bastante qualidade, o que, segundo o camisa 26, dificultou um pouco seu início no Timão.

"Na verdade, quando cheguei, o time tinha sido campeão de tudo, tinham muitos jogadores de qualidade, e não era fácil chegar e jogar. Conversando uma vez com o meu irmão, ele me fez a mesma pergunta e expliquei. É difícil você chegar a um clube grande, não é conhecido, eu vinha da Série B. Chegar e jogar? No lugar de quem? Não é simples. Aos poucos fui me adaptando, saí e voltei, fui cavando meu espaço, fui melhorando, mas é muito complicado de chegar e arrebentar", conta o jogador, convocado para a seleção de Tite nesta sexta-feira, em entrevista ao UOL Esporte.

Sem se firmar, os empréstimos para Grêmio e Al-Sharjah, dos Emirados Árabes, foram consequência. Dessas vivências, Rodriguinho aprendeu muito, amadureceu como jogador e voltou mais pronto ao Timão. Aos 29 anos e mais experiente, o meia acredita viver seu auge na carreira.

"A idade vai chegando, a gente vai pensando na vida, nas coisas, vai crescendo como atleta também. Tem jogadores que evoluem mais rápido que outros. O Neymar, por exemplo, está no auge desde novo e vai convivendo com as coisas. A gente vai amadurecendo e isso vai nos tornando melhor", explicou.

Durante seu tempo de Corinthians, não foi só o estilo de jogo que mudou. Depois de chegar como meia atacante, acostumado a jogar bem próximo do centro avante, o camisa 26 passou grande parte do tempo atuando mais recuado, quase ao lado do volante mais marcador do time. Nesta temporada, no entanto, voltou às origens e é o homem mais avançado da equipe de Carille, jogando quase ao lado do camisa 7 Jô.

"A gente vai evoluindo e as coisas vão acontecendo. No América eu jogava mais perto do gol, praticamente como estou agora, mas nunca fui jogador de sair driblando dois ou três. Gosto de tabela, de chute de fora, de passe, vou aperfeiçoando o cabeceio. Não sou um velocista de sair driblando, cada um tem que aproveitar o que tem de bom", afirmou.

Apesar do destaque individual e dos gols decisivos na campanha do título paulista, conquistado neste mês, Rodriguinho não poupa elogios ao grupo. O rendimento geral da equipe de Carille é elogiado, mas a parceria com Jadson chama atenção especial. Os dois meias tem se completado durante a temporada. Além de se entender dentro de campo, o segredo também é a relação deles fora das quatro linhas.

"A amizade que temos aqui é muito bacana, com o grupo todo. Lógico que você tem mais afinidade com um ou outro, o Cássio é outro grande amigo meu. Jogar com o Jadson é fácil, um cara muito inteligente, tem estilo parecido com o meu que é de toque e tabela, a gente consegue se entender muito bem. Isso ajuda pra caramba. Todo mundo está jogando muito bem, então facilita para a gente", destaca o camisa 26.

Muito feliz pela convocação, Rodriguinho vive seu auge no clube e na carreira. Com todo o tempo de casa, o carinho pelas pessoas e pelo Corinthians só aumenta. A felicidade com certeza tem parcela nos gols, assistências e jogadas que a torcida aplaude no estádio.

"O que posso falar do Corinthians é que a gente é muito bem recebido, muito bem tratado, e as pessoas fazem de tudo para proporcionar o melhor que podem para você render dentro de campo. É o que precisa", afirma.

"Desde que cheguei aqui, me senti muito bem acolhido pelas pessoas, me apaixonei de uma forma grande pelas pessoas. Tenho um carinho imenso, amo estar aqui", completou.

Veja mais em: Rodriguinho.

Veja Mais:

  • Corinthians jogou bem, mas não conseguiu sair vitorioso neste domingo

    Corinthians sofre gol impedido, reage no segundo tempo e fica no empate com o Internacional

    ver detalhes
  • Mateus Vital fez bom jogo diante do Internacional neste domingo

    Análise: Corinthians reage após gol impedido e consegue empate contra o Internacional

    ver detalhes
  • Time comandado por Jair Ventura segue distante dos grupo de classificados para a próxima Libertadores

    Corinthians ganha posição após empate, mas já sabe que termina rodada em oitavo; entenda

    ver detalhes
  • Setor Norte da Arena Corinthians deu início ao coro: 'É quarta-feira!'

    Arena e redes sociais se unem em coro único após empate do Corinthians contra Internacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes