'Mais pronto', Gabriel 'culpa' Carille por evolução e dá de ombros para história

'Mais pronto', Gabriel 'culpa' Carille por evolução e dá de ombros para história

5.2 mil visualizações 46 comentários Comunicar erro

Titular absoluto do Corinthians, Gabriel entende ter evoluído nas mãos de Carille

Titular absoluto do Corinthians, Gabriel entende ter evoluído nas mãos de Carille

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ao marcar o segundo gol da vitória do Corinthians por 3 a 2 sobre o São Paulo, Gabriel provou não ser apenas um jogador de características defensivas. Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, na reapresentação do elenco alvinegro ao CT Joaquim Grava, o volante disse ter evoluído ofensivamente desde sua chegada ao Timão, em janeiro. Ele aponta o técnico Fábio Carille como “culpado”.

Ele para mim é o fator principal de tudo o que está acontecendo. Sou privilegiado de trabalhar com uma pessoa dessas, um cara transparente, muito inteligente. Cheguei aqui vendo futebol de outro jeito e hoje vejo de uma maneira diferente”, elogiou Gabriel. “Cresci muito com o Carille. Ele conversa, chama na sala dele para mostrar erros, acertos, eu como jogador e a visão que tenho de futebol hoje é totalmente diferente”.

Contratado do Monte Azul no início da temporada, Gabriel se tornou pilar do sistema defensivo corinthiano. Parte da solidez da defesa da equipe passa pelos pés do camisa 5, que se vê mais experiente do que em 2015, quando reforçou o Palmeiras, arquirrival do Corinthians.

“Me vejo mais pronto para o futebol, uma visão diferente de jogo, meu posicionamento evoluiu muito devido ao Carille. Esse Gabriel está mais pronto para jogar futebol”, frisou o volante, que destacou a forma como foi acolhido pelo grupo de jogadores e membros da comissão técnica do clube.

“A partir do primeiro dia que cheguei aqui, eu me senti em casa pela recepção dos jogadores, comissão, diretoria, torcedores, algo que me surpreendeu. Procurei trabalhar com muita humildade e corresponder a essa confiança dentro de campo”, declarou.

Leia também:
Balbuena defende agente, garante não ter vontade de sair do Corinthians, mas deixa futuro aberto
Com quatro do Sub-20, reservas do Corinthians treinam no CT; Léo Jabá brilha

Questionado se temeu uma posição contrária da torcida do Corinthians à sua contratação, haja vista que acabara de defender o Palmeiras, Gabriel foi direto e descartou ter pensado no passado. “Não pensei na história, outros jogadores que vieram de rivais, e confiei no meu trabalho, na minha pessoa, todos que confiaram em mim para eu poder colaborar”, explicou.

Líder do Campeonato Brasileiro, o Corinthians volta a campo já nesta quarta-feira, diante do Cruzeiro, às 21h45 (de Brasília), na Arena em Itaquera. O volante, aliás, já sabe qual postura o Timão deve adotar para manter o embalo de cinco vitórias consecutivas. “Esperamos um jogo duro, difícil, mas sabemos que a torcida vai comparecer, incentivar, e precisamos manter nossa linha de organização, respeitando o Cruzeiro, mas indo para cima”, finalizou.

Veja mais em: Gabriel, Fábio Carille e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Matheus Matias será emprestado pelo Corinthians em 2019

    Corinthians empresta Matheus Matias com cláusula contratual inspirada em Arana

    ver detalhes
  • Leandro Castan pode voltar ao Corinthians seis anos após sair do clube

    Próximo do Corinthians, Castan publica mensagem misteriosa após reunião com Vasco

    ver detalhes
  • Corinthians encara São Paulo pelas quartas de final da Copa RS

    Corinthians e São Paulo fazem clássico valendo vaga nas semifinais da Copa RS

    ver detalhes
  • Conselho Deliberativo se reúne nesta terça-feira no Parque São Jorge

    Conselho do Corinthians vota orçamento de 2019 em reunião nesta terça-feira

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes