Em alta no Rio, Jean desconversa sobre retorno ao Corinthians

9.8 mil visualizações 54 comentários

Por Meu Timão

Jean (à esq.) ao lado de Nenê, também do Vasco

Jean (à esq.) ao lado de Nenê, também do Vasco

Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Maior “ladrão” de bolas do Campeonato Brasileiro, o volante Jean não quer pensar no Corinthians agora. Emprestado ao Vasco pelo Timão, o jogador de 22 anos, titular absoluto sob o comando de Milton Mendes, pretende “deixar sua marca” na equipe carioca antes de, quem sabe, ser reintegrado ao elenco alvinegro, hoje treinado por Fábio Carille.

“Eu estou emprestado até dezembro. Só que eu estou com o coração em paz aqui (no Vasco). Quando eu saí do Corinthians, conversei com o Carille e falei que estava indo para o Vasco na expectativa de criar algo novo, deixar um legado também. Eu não quero chegar e pensar que em dezembro eu preciso ir embora. Quero pensar no hoje”, afirmou Jean, em participação no programa Tá na Área, do SporTV.

Leia também:
Corinthians adota cautela e aguarda por reunião com pai de Castán
Sombra de Cássio, Walter recebe conselho para deixar Corinthians

Jean foi contratado do Paraná Clube em agosto de 2016, mas só foi testado em dois jogos do Corinthians no segundo semestre. Sem espaço no Parque São Jorge, foi cedido ao time de São Januário no início da temporada. O volante de características defensivas é o principal desarmador da Série A, com 25 roubos de bola – a efeito de comparação, o melhor do Timão no fundamental é o lateral-direito Fagner, apenas o 14º colocado segundo ranking do Footstats.

“Estou vivendo uma grande fase no Vasco e estou aprendendo muito. Essa é a primeira Série A que eu jogo. Cada jogo que passa é tudo muito novo. Você marca o Luan em um jogo contra o Grêmio, depois você marca o Jadson, o Osvaldo e vai para Chapecó. É um nível muito alto o Campeonato Brasileiro. Eu estou feliz de estar no Vasco, muito realizado e não quero parar por aqui. Quero cada dia mais”, comentou o jogador, que revelou ter gosto pela marcação desde a infância.

“Desde pequeno, seu sempre fui um volante de marcação. Como eu jogava na escolinha do meu pai, quando era pequeno, ele brinca: 'Tentei colocar você como meia, como atacante e você já estava correndo para desarmar'. Eu sempre brinco com o meu pai, dizendo que não tinha jeito. Era a minha função. Deixa eu ser cão de guarda que está bom (risos)”, finalizou.

Veja mais em: Jean Carlos, Mercado da bola e Jogadores emprestados.

Veja Mais:

  • Sylvinho fez um trabalho de linha defensiva nesta segunda-feira

    Treino do Corinthians tem dois da base e trabalho tático com reservas no campo; veja possível time

    ver detalhes
  • Torcidas do Corinthians organizam protesto para a manhã de sábado

    Torcidas organizadas do Corinthians se unem para protesto no sábado no Pq. São Jorge; veja detalhes

    ver detalhes
  • Jemerson está de volta aos treinos e à disposição do técnico Sylvinho

    Jemerson retorna aos treinos, mas tem apenas 16 dias de contrato restantes no Corinthians

    ver detalhes
  • Thiaguinho disputou 14 jogos com a camisa do Corinthians nas temporada 2018 e 2019; volante passou a ser emprestado na sequência

    Liberação de Camacho pode abrir espaço para Thiaguinho no Corinthians; entenda a situação

    ver detalhes
  • Adson e Mandaca durante treino do CT Dr. Joaquim Grava

    Dois jogos pelo Brasileirão, base e feminino: veja a agenda do Corinthians nesta semana

    ver detalhes
  • Gabriel comemorando seu gol no duelo entre Corinthians e Palmeiras, pelo Brasileirão

    Gabriel entra em seleto grupo que chegou ao Corinthians direto do rival e marcou no Dérbi

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x