Com passaporte em mãos, Gabriel admite sonho europeu, mas explica permanência no Corinthians

Com passaporte em mãos, Gabriel admite sonho europeu, mas explica permanência no Corinthians

Por Meu Timão

Gabriel é titular absoluto do Corinthians em 2017

Gabriel é titular absoluto do Corinthians em 2017

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos destaques do Corinthians nesta temporada de 2017 é o volante Gabriel. Contratação certeira para um setor que vivia carente desde a saída de Ralf, o camisa 5 do Timão já caiu nas graças da Fiel. E assim pretende ficar por mais um bom tempo, adiando assim o sonho de um dia disputar competições de alto nível na Europa.

Em entrevista concedida ao programa Bem, Amigos!, do SporTV, no fim de noite dessa segunda-feira, Gabriel foi questionado por Galvão Bueno a respeito de um passaporte italiano que possui. O volante admitiu o desejo de um dia ser transferido para um clube europeu, mas explicou o porquê de desejar permanecer no Timão:

"Eu tirei meu passaporte italiano para talvez ter uma facilidade até de vida né para viver depois em um país teoricamente melhor que o nosso, mais organizado. Mas meu sonho primeiramente é vestir a camisa da Seleção Brasileira, é o país onde cresci, nasci. Sei que é difícil, mas se eu mantiver uma regularidade, ainda mais em um clube como o Corinthians, as possibilidades existem", contou.

Leia também:
Cantor marca presença na Arena e visita jogadores após vitória contra o Botafogo
Corinthians sustenta maior invencibilidade do mundo; veja comparação com estrangeiros
Equipe de Carille iguala a quinta maior invencibilidade da história do Corinthians

"É claro que é um sonho de qualquer jogador viver um momento na Europa, jogar uma Champions League... Mas o Campeonato Brasileiro é teoricamente o campeonato mais disputado do mundo, com dez times candidatos ao título. Então sou privilegiado por poder disputar essa competição, e disputar pelo Corinthians, que entra para ser campeão. Uma possível transferência para a Europa a gente deixa para o futuro, agora é pensar no Corinthians", acrescentou.

Em uma eventual convocação para a Seleção Brasileira, Gabriel teria a oportunidade de pela primeira vez na carreira trabalhar sob comando de Tite, treinador ídolo do Corinthians. O camisa 5 alvinegro falou sobre tal possibilidade - vale lembrar que os corinthianos Fagner e Rodriguinho vêm sendo figurinhas carimbadas nas listas da Amarelinha.

"O futebol brasileiro tem uma qualidade tremenda e agora nós vemos que está começando a se reestruturar. O Tite está fazendo um grande trabalho. E eu ainda neste início de carreira... Espero um dia vestir ainda a camisa da Seleção", sintetizou Gabriel.

Veja mais em: Gabriel e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Pablo não tem permanência assegurada no Timão para a próxima temporada

    Fim da paciência: Corinthians dá ultimato e cobra resposta de empresário de Pablo

    ver detalhes
  • Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    Corinthians anuncia uniforme especial para partida contra Atlético-MG

    ver detalhes
  • Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

    Ralf diz que não jogaria em rival do Corinthians, explica saída e opina sobre Gabriel

    ver detalhes
  • Pré-temporada de 2018 teve início nesta semana para jogadores do Timão

    Corinthians se antecipa, e jogadores realizam exames cardiológicos para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes