Jadson explica cobrança de pênalti e o que o Corinthians fez para bater o rival

Jadson explica cobrança de pênalti e o que o Corinthians fez para bater o rival

Por Meu Timão

5.0 mil visualizações 54 comentários Comunicar erro

Jadson marcou o primeiro gol do Corinthians no Dérbi

Jadson marcou o primeiro gol do Corinthians no Dérbi

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Na noite desta quarta-feira, o Corinthians superou o Palmeiras por 2 a 0, no Allianz Parque, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. Na zona mista do estádio rival, local pelo qual os jogadores adversários não passaram após a derrota, um dos responsáveis por falar com a imprensa foi o meia Jadson, do Timão.

Autor de um dos gols da vitória corinthiana, ao marcar, de pênalti, aos 22 minutos do primeiro tempo, o camisa 10 falou sobre a penalidade cobrada, o que era esperado que fosse feito pelo atacante Jô. O meia relembrou ser o ''dono'' dessa função na equipe de 2015, mas ressaltou que, independente de quem o faça, o que importa é o resultado positivo para o time alvinegro.

''É muito do jogo, sempre bati pênalti. Aqui no Corinthians em 2015 não tinha errado nenhum ainda. Nesse ano errei na Copa do Brasil. Venho treinando. Independente de quem bata, o importante é fazer o gol e ajudar a equipe. O Jô também tem treinado bastante, tem nos ajudado muito. Vamos ver o que vai acontecer daqui pra frente'', contou.

Jadson comentou ainda sobre o que a equipe do Parque São Jorge teve de fazer para sair da Barra Funda com a vitória que rendeu ao Timão 32 pontos na liderança do Brasileiro e 27 jogos de invencibilidade na temporada. Além disso, com o êxito, o Timão pôs fim a invencibilidade de 28 jogos do Palmeiras em seu estádio.

''Não tivemos que fazer nada de diferente do que vínhamos fazendo desde o começo do ano. A equipe é muito organizada, sabemos que jogar aqui seria muito difícil, mas a equipe mostrou competência, efetividade na frente e fizemos um grande resultado fora de casa'', afirmou.

Dono de uma campanha impecável, o Corinthians é apontado como forte candidato ao título nacional desta temporada. Sobre a possibilidade de levantar o caneco novamente, o meia relembrou a equipe campeã brasileira de 2015.

''O comprometimento é o mesmo da equipe de 2015. Muitos falam que a equipe que foi campeã tem mais qualidade, mas temos jogadores que têm se dedicado muito. Temos que elogiar muito o Carille, a comissão técnica, torcida também por confiar na gente. É uma soma de fatores. Temos que continuar com os pés no chão. Claro que estamos com o saldo um pouco à frente das outras equipes, mas é continuar trabalhando com os pés no chão'', concluiu o meia.

Veja mais em: Jadson e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes
  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes