'Três ou quatro que querem tumultuar': Giovanni Augusto responde críticos

'Três ou quatro que querem tumultuar': Giovanni Augusto responde críticos

17 mil visualizações 382 comentários Comunicar erro

Giovanni Augusto (à dir.) diminuiu cobranças de torcedores após empate com Flamengo

Giovanni Augusto (à dir.) diminuiu cobranças de torcedores após empate com Flamengo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O meia Giovanni Augusto falou após o empate do Corinthians por 1 a 1 com o Flamengo neste domingo, na Arena, pelo Brasileirão. Utilizado por Fábio Carille desde os 37 minutos do primeiro tempo, no lugar de Marquinhos Gabriel, o camisa 17 errou passes em excesso e chegou a ser xingado por torcedores na saída do campo.

Incomodado com o assunto, Giovanni minimizou as cobranças de parte da torcida corinthiana, mas não deixou de respondê-la. “Entendo o lado do torcedor. Mas é minoria, três ou quatro torcedores que querem tumultuar o ambiente. Essa não é a torcida do Corinthians, cresci vendo jogos do Corinthians e, nessa fase que a gente está, não consigo vê-los querendo atrapalhar o ambiente. Sei que é minoria”, afirmou Giovanni em entrevista na zona mista do estádio.

“Apesar de ter 27 anos, sou experiente para lidar com esse tipo de coisa. É continuar trabalhando e se dedicando para que, quando a oportunidade aparecer, eu possa fazer bons jogos e dar a volta por cima”, acrescentou o meia-atacante.

Leia também:
Má atuação de Giovanni Augusto irrita torcida do Corinthians; veja impressões
Carille sai em defesa de Giovanni Augusto e pede paciência à torcida
Árbitro e Giovanni Augusto quase zeram e Jô é o melhor do Corinthians contra Flamengo; veja atuações

Giovanni Augusto havia sido titular nos dois últimos jogos do Corinthians, contra Fluminense e Patriotas (COL), e recebido elogios da comissão técnica e da torcida. Neste domingo, porém, só deixou de ser discreto quando falhou em fundamentos simples. Sobre o episódio ocorrido na entrada do túnel que dá acesso ao vestiário, o jogador disse ter procurado os “corneteiros”, sem sucesso.

“Em nenhum momento eu reclamei, não falei nada, só olhei para o torcedor para saber quem era. Nós, jogadores, estamos acostumados com isso, estamos sujeitos, não dá para agradar a todo mundo. O importante é que é minoria. E a gente sempre conversa para não deixar as coisas de fora afetarem nosso grupo. Estamos fechados e as coisas estão acontecendo”, concluiu.

Sem saber se contará com Marquinhos, com dores na coxa esquerda, Carille pode dar nova chance a Giovanni Augusto diante do Atlético-MG, na próxima quarta-feira, no Mineirão. O confronto está marcado para as 21h (de Brasília).

Veja mais em: Giovanni Augusto e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Pedrinho deve jogar aberto nesta noite; meia tem quatro gols em 52 jogos em 2018

    Com novidades na escalação, pressionado Corinthians revê Cruzeiro no Mineirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Jair conta com Romero para surpreender Cruzeiro fora de casa; time viaja à noite

    Jair preserva titulares, e Corinthians não tem treino tático antes de pegar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes
  • Andrés (à dir.) ao lado do diretor de futebol Duílio Monteiro

    Presidente do Corinthians viaja à Europa em busca de contratações

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes