Fagner valoriza filosofia de jogo consolidada e compara Corinthians a times da Europa

Fagner valoriza filosofia de jogo consolidada e compara Corinthians a times da Europa

Por Meu Timão

Fagner valorizou o padrão consolidado há anos no Corinthians

Fagner valorizou o padrão consolidado há anos no Corinthians

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Líder do Campeonato Brasileiro, o Corinthians tem na eficiência tática uma de suas principais virtudes. Mesmo com os enormes méritos da Fábio Carille, não é novidade vermos os créditos para isso serem divididos também com outros trabalhos. Fagner acredita nisso. Para o lateral, a filosofia de jogo construída pelo Timão nas últimas temporadas é um dos fatores primordiais para o atual momento alvinegro.

"O Corinthians acabou se tornando um exemplo no Brasil. Qualquer clube europeu, Chelsea, Barcelona, Real, tem filosofia de jogo. Todos que chegam tem de se adequar. O Corinthians tem isso. E isso nos torna um clube vencedor. Todo atleta que chega e entende a filosofia, dá certo. Às vezes não dá. Mas quando dá, você forma um time vencedor. É um time que há anos tem padrão de jogo", explicou o lateral, em entrevista coletiva após o treino desta sexta-feira.

Leia também:
Retorno de Balbuena e golaço de Arana: Corinthians treina com titulares nesta sexta
Jadson e mais três voltam a treinar; expectativa de Corinthians reforçado contra Vitória
Mini Fagner chama atenção em 'altinha' com Jadson antes de treino no Corinthians; veja

Mesmo com a participação de Mano Menezes na criação desta identidade, o grande expoente dessa forma de jogar, com todo o mérito, é Tite. Com Carille, que foi auxiliar de Adenor durante todo seu período no Corinthians, a equipe demonstra vários traços e ideias do ex-técnico. Por conta das semelhanças, o lateral chega preparado na Seleção Brasileira - Fagner foi convocado nesta quinta-feira para dois jogos das Eliminatórias.

"Mais pelo sistema, por você já ter uma ideia de como se trabalha lá e como se trabalha aqui, tem a repetição diária. Você tem isso automatizado na cabeça, então facilita", afirmou.

Apesar da necessidade de constante trabalho, cria-se uma identidade de jogo mesmo sem entrar em campo. Por conta disso, o período de 13 dias sem atuar não quebra ritmo ou deixa se perder qualquer ideia ou padrão definido para atuações alvinegras, facilitando o trabalho de todos do plantel e, principalmente, de Fábio Carille.

"Acredito que o futebol é muito repetição. A gente conseguiu ter um padrão de jogo, uma ideia, uma filosofia, isso não vai mudar em duas semanas. O que a gente vem fazendo é repetição do que já havia sendo feito. Com jogos, você não trabalha os detalhes.Uma linha defensiva, uma linha de pressão, tudo isso você consegue trabalhar. Com jogos, a correção é vídeo e conversa", concluiu.

Veja mais em: Fagner e Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Jô marcou o gol da vitória do Corinthians

    Artilheiro Jô marca no fim, e Corinthians supera Chapecoense na Arena Condá

    ver detalhes
  • Jô assegurou vitória do Corinthians em Chapecó

    Líder absoluto, Corinthians abre dez pontos de diferença para segundo colocado

    ver detalhes
  • Léo Santos jogou no lugar de Balbuena, que está suspenso e machucado

    Prata da casa supera até Jô e é eleito craque da vitória do Corinthians sobre Chapecoense

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi titular nesta quarta, mas não agradou a Fiel

    Após vitória do Corinthians, Fiel corneta Marquinhos Gabriel e indica preferência por Clayson

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes