Carille vê rivais fazendo pegadinha e refaz as contas para o hepta do Corinthians

Carille vê rivais fazendo pegadinha e refaz as contas para o hepta do Corinthians

59 mil visualizações 113 comentários Comunicar erro

Carille em coletiva na manhã desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava

Carille em coletiva na manhã desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava

Foto: Rodrigo Vessoni

Quer mudar o semblante de Fábio Carille? Fale sobre os comentários de alguns jogadores e treinadores adversários no sentido de jogar a toalha em relação ao título do Campeonato Brasileiro de 2017. Foi isso que ocorreu na manhã desta sexta-feira, após o último treinamento antes do confronto com o Vitória, na Arena Corinthians.

O treinador do Timão não gostou de ser questionado sobre as declarações de Renato Gaúcho, Abel Braga, Jayme de Almeida, Cuca e Levir Culpi, que analisam a competição como encerrada após os 47 pontos conquistados no primeiro turno.

"Isso é uma pegadinha. Nosso grupo é maduro, não vamos ficar ouvindo esse tipo de coisa. Seguiremos trabalhando, normalmente. Eles tentam tirar o peso, mas quando entram em campo jogam normalmente. É muito cedo desistir. Se sou eu, também priorizo. Mas sem desistir", afirmou.

Leia também:
Corinthians recebe visita de crianças e jovens com câncer no CT Joaquim Grava
Corinthians encerra preparação, e Carille mantém escalação sem Jadson

Carille comentou sobre a declaração de Renato Gaúcho que, pensando nos títulos da Copa do Brasil e da Libertadores, garantiu que colocará garotos no Brasileirão. Para o corintiano, a ideia de priorizar faz parte. Ele relembrou o que o próprio Corinthians fez em 2012, com a Libertadores e o Mundial em detrimento ao Paulista e ao Brasileiro, e também em 2015, quando preteriu a Copa do Brasil pela chance real de título do Brasileirão.

"Tem de priorizar algumas coisas, já fizemos isso em 2012 e em 2015. Se eu tivesse no lugar deles, também faria isso. Mas sem desistir de nada", avisou.

NOVAS CONTAS
Em recente entrevista coletiva, Carille afirmou que seria possível ser campeão com 72 pontos. Porém, ao ver o Grêmio fazer 39 pontos ao término do primeiro turno, o treinador do Corinthians fez um mea culpa e refez as contas para o heptacampeonato nacional do Timão.

"Na verdade eu errei na conta naquela resposta, respondi rápido até por falta de experiência. Quando acaba o turno, você sempre olha para os primeiros. Você tem de dobrar. Então se o Grêmio fez 39, trabalho com 78 pontos. Mas faltando oito rodadas que vamos ver realmente o que precisa atingir", ponderou.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Estudioso, Loss começa sua trajetória como treinador do Corinthians nesta quinta-feira

    Títulos na base e evolução como auxiliar: conheça Osmar Loss, o novo técnico do Corinthians

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez exaltou força da estrutura montada no Corinthians há dez anos

    Andrés Sanchez manda recado à Fiel após saída de Carille: 'Vamos comprovar nossa estrutura'

    ver detalhes
  • Carlos Alberto Silva, em 1991, o último a trocar o Corinthians por outro clube

    Corinthians não perdia treinador para outro clube há 27 anos; dezenas trabalharam desde então

    ver detalhes
  • Fábio Carille exibe a taça de heptacampeão brasileiro; treinador seguirá carreira na Ásia

    Fábio Carille deixa Corinthians e acerta com Al-Wehda, da Arábia Saudita

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes